sábado, 19 de setembro de 2020
Busca

Paraíba

Paraíba

CRM-PB identifica superlotação no Hospital Edson Ramalho

​De acordo com o diretor de fiscalização do CRM, João Alberto, problemas como a falta de leitos também foi identificado no local

Por Redação Portal T5

12h59 - Atualizado 16/09/2020 às 13h03
Foto: Flávio Fernandes/RTC

O Conselho Regional de Medina na Paraíba (CRM-PB) realizou uma fiscalização no Hospital da Polícia Militar General Edson Ramalho, nesta quarta-feira (16) e identificou superlotação e outras irregularidades no local.

De acordo com o diretor de fiscalização, João Alberto, também há problemas como falta de leitos e pacientes sem receber alta porque a regulação não está funcionamento adequadamente. "Nosso entendimento é que isso é decorrente da atual situação do município", pontuou em entrevista à TV Tambaú.

Por meio de nota, a unidade hospitalar informou que os diretores do hospital participaram de uma reunião na Secretaria Municipal de Saúde (SMS), com o secretário Adalberto Fulgêncio, na qual ele propôs a abertura de novos leitos a fim de diminuir a sobrecarga do Edson Ramalho.

Segundo o complexo hospitalar, devido a isso, a suspensão dos atendimentos clínicos está descartada.

A assessoria ainda informou que, nesta quinta-feira (17), haverá uma reunião da diretoria do hospital com o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, e Adalberto Fulgêncio, para tratar sobre os fluxos de atendimento, visando a possibilidade de deixar sob responsabilidade do Edson Ramalho apenas o atendimento aos pacientes que realmente necessitarem de suporte hospitalar, aliviando a pressão sobre a urgência do Hospital.

Leia também:

PB tem 15 pré-candidatos declarados LGBTQI+ às eleições deste ano

Guerra do tráfico tem troca de tiros e reféns durante a madrugada em João Pessoa

Adolescente de 14 anos morre após sofrer choque elétrico na PB

PM apreende suspeitos de praticar mais de 15 assaltos a comerciantes de Campina Grande