quinta-feira, 26 de novembro de 2020
Busca

Paraíba

Paraíba

Covid-19: Sobe para 36 o número de infectados na Paraíba

A informação foi divulgada pelo secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, nesta segunda-feira (6).

Por Redação Portal T5

18h06 - Atualizado 06/04/2020 às 18h32

Sobe para 36 o número de infectados com o novo Coronavírus na Paraíba. A informação foi divulgada pelo secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, no início da noite desta segunda-feira (6).

De acordo com a SES, o novo caso é um homem, 37 anos, residente em João Pessoa. Ele está em tratamento domiciliar, monitorado pela vigilância municipal.

Os casos confirmados estão distribuídos por 8 municípios João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Junco do Seridó, Patos, Serra Branca, Sousa e Igaracy.

A SES informou que 23 pacientes estão internados em UTI (14 em estabelecimentos públicos e 9 no privado) e 114 em leitos de isolamento (70 em estabelecimentos públicos e 44 no privado), seguindo em investigação para Covid-19.

Os demais casos hospitalizados e com resultado não detectável seguem em investigação para demais vírus. Dos casos confirmados, 3 encontram-se hospitalizados (1 em UTI e 2 em isolamento), 11 já se recuperaram da Covid-19 e 18 seguem em isolamento domiciliar. Há 4 mortes confirmadas pela doença no estado e outros 15 em investigação.

Ainda de acordo com o boletim da SES, 708 notificações em investigação de casos suspeitos de Covid notificados pelos municípios e hospitais mediante suspeita clínica para Síndrome Gripal e/ou SRAG por Covid-19, dados esses registrados no sistema Redcap e SIVEP Gripe e Hospitalizados.

Um total de 608 casos notificados já foram descartados por exames laboratoriais para Síndrome Gripal e casos SRAG por Covid-19.

Testes rápidos

Conforme o secretário adjunto da Saúde, Daniel Beltrammi, mais de nove mil testes rápidos estão disponíveis no estado para que sejam realizados prioritariamente em profissionais de saúde e da segurança pública, que estão na linha de frente no combate ao vírus e apresentam sintomas, seguindo os critério e protocolo do Ministério da Saúde.

Segundo ele, com o resultado negativo, os profissionais de saúde voltam a trabalhar, para fortalecer a equipe.

Daniel Beltrammi afirmou ainda que a ferocidade da curva de crescimento da Covid-19 tem sido reduzida, entretanto, qualquer aglomeração mínima da população, pode colocar o atraso do pico em risco no estado.

Ainda conforme Beltrammi, dezenas de testes estão sendo realizados no Laboratório Central (Lacen) com resultado disponível no prazo de 48 horas. A prioridade são para pacientes em unidades de Terapia Intensiva (UTI) e depois em enfermaria.

Leia também:

Brasil: número de casos confirmados de Covid-19 passa dos 12 mil; mortes chegam a 553

Bolsonaro decide demitir o ministro da Saúde em meio à crise do novo Coronavírus, diz jornal