terça-feira, 31 de março de 2020
Busca

Paraíba

Paraíba

João Pessoa interrompe temporariamente campanha de vacinação contra gripe

O motivo é o fim do estoque com a grande demanda

Por Carlos Rocha

21h32 - Atualizado 26/03/2020 às 09h24
Foto: Dayse Euzebio/ Secom-JP

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de João Pessoa informou, nesta quarta-feira (25), que a vacinação contra influenza para idosos será temporariamente interrompida. O motivo é o estoque que chegou ao fim no terceiro dia de campanha. Segundo o setor de imunização, mais de 58 mil idosos e trabalhadores de saúde foram vacinados na capital.

+ Saiba como pedir prorrogação de dívidas nos bancos

+ Brasil tem 60 mortes pelo novo Coronavírus; número de infectados passam dos 2.500

A alta procura nos 68 pontos de vacinação em ginásios de escolas públicas, nos três núcleos de “drivre thru”, hospitais e na visita aos idosos acamados, fizeram com que as vacinas disponibilizadas pelo Ministério da Saúde se esgotassem em um curto espaço de tempo.

A Secretaria informou que já solicitou formalmente a entrega de novas doses para que a campanha seja retomada o quanto antes. Outras cidades e capitais brasileiras também precisaram interromper a vacinação até que haja reposição.

+ Prefeitura no Litoral Sul da Paraíba suspende acesso às praias em prevenção ao Covid-19

+ Paraíba tem 31 pacientes internados com suspeita de Covid-19; número de casos descartados cresce

Segundo Fernando Virgolino, chefe da Seção de Imunização de João Pessoa, a pandemia do novo Coronavírus fez aumentar a demanda da procura pela vacina contra a influenza. “Costumávamos imunizar entre 3 e 5 mil pessoas por dia. A procura pela vacina foi mais do que triplicada. É a maior estrutura de vacinação extracampo da história da cidade”, disse.

+ Na PB: sancionada lei que multa quem criar e compartilhar FAKE NEWS sobre a pandemia do Coronavírus

+ Em meio a pandemia, Bolsonaro inclui 'atividades religiosas' em lista de serviços essenciais

Como a campanha precisou ser antecipada em todo país, o Ministério da Saúde ainda não enviou a totalidade das doses necessárias para toda a primeira fase, que segue até o dia 15 de abril. Os repasses, que passam primeiro pelo Governo do Estado para então chegar aos municípios, costumam ser semanais.

+ Barragem estoura, atinge casas e destrói pontes no Sertão de Pernambuco

Pacientes confirmados com coronavírus na Paraíba estão curados, diz secretário

Os trabalhadores da área hospitalar, na linha de frente no combate ao novo Coronavírus, terão a imunização garantida de acordo com o agendamento pré-estabelecido. A previsão é de que mais de 104 mil pessoas do público-alvo, entre idosos e profissionais de saúde, sejam imunizadas ao longo de toda a campanha.