TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
agentes penitenciários

Com 42 casos confirmados e 68 suspeitos de Covid-19, PB soma mais de 100 policiais penais afastados

Esse levantamento foi divulgado pela Secretaria de Administração Penitenciária da Paraíba

Por Redação Publicado em
Presidio mangabeira
Foto: Reprodução / TV Tambaú

Quarenta e dois policiais penais da Paraíba já testaram positivo para Covid-19 fazendo com que mais de 100 estejam afastados dos trabalhos, um número que é alarmante que já preocupa o Governo do Estado. Esse levantamento foi divulgado pela Secretaria de Administração Penitenciária da Paraíba.

Além dos 42 policiais penais que já testaram positivo para Covid-19, outros 68 estão entre os casos suspeitos. Há também quatro policiais que conseguiram se recuperar, mas o resultado é que, diante de toda essa situação, 106 policiais já foram afastados do trabalho por causa dos casos confirmados ou suspeitos de novo coronavírus.

Ludmilla é internada com inflamação no rim e mãe dispara: "Infeção não está pequena"

A gente reforça que a Paraíba tem o efetivo de 1725 policiais penais. O número ainda não chega a 10%, mas a secretaria já mostra uma grande preocupação com o risco de evolução do crescimento dessa contaminação de forma exponencial. Uma preocupação que não fica somente para os policiais, que estão na linha de frente, mas também com a situação interna dos presídios, em relação aos detentos.

Segundo a secretaria, até agora já foram confirmados 18 casos de presos que estão contaminadas com o novo coronavirus, a maioria fica na cidade de Patos. A situação de lá começou com dois presos confirmados e que estavam assintomáticos. Eles passaram a quarentena em um presídio isolado em João Pessoa e depois retornaram. Após isso, surgiram outros casos que estão sendo acompanhados pela secretaria.

Hulk Paraíba entra em acordo com ex-mulher e deve partilhar bens meio a meio, diz colunista

O presidente do sindicato da categoria destacou que esses casos estão sendo confirmados através de testes rápidos, mas a secretaria quer que o governo do estado possa disponibilizar os testes com maior agilidade. Existem situações, segundo o sindicato, em que policiais que estavam com sintomas suspeitos já se recuperaram e ainda não têm o resultado da contra-prova. É importante lembrar que o teste rápido deve ser feito entre o oitavo e o décimo dia após a apresentação dos sintomas. Isso dá uma maior confiabilidade.

A secretaria também separou uma sala específica no presídio Juiz Hitler Cantalice, que fica na Zona Sul de João Pessoa,  para que os presos fiquem em quarentena. No entanto, a secretaria mostra preocupação e inclusive acredita que daqui a 7 dias pode haver uma explosão no número de casos envolvendo tanto policiais penais como também os presos que estão dentro das unidades.

Há casos confirmados em João Pessoa, Campina Grande e Patos, entre policiais penais e apenados. A situação mais grave é em João Pesso, nos presídios PB1, Sílvio Porto e também no presídio do Roger.

Leia também: Namorada do filho 04 de Bolsonaro lamenta morte de avó por Covid-19: “Não é uma gripezinha”

Siga o Instagram Facebook do Portal T5 e fique bem informado! 

Adicione o WhatsApp do Portal T5: (83) 9 9142-9330.



Relacionadas