terça-feira, 14 de julho de 2020
Busca

Paraíba

Paraíba

Vídeo: paraibano relata medo e incerteza com anúncio de chegada de furacão na Flórida

Na categoria 4, com ventos de 209 a 248 km/h, Dorian é o mais poderoso furacão desta temporada, iniciada em 1º de junho, no Atlântico Norte.​

Por Redação Portal T5

19h17 - Atualizado 30/08/2019 às 19h18
Prateleiras vazias em supermercado da Flórida
Prateleiras vazias em supermercado da Flórida Foto: Francisco Aquino

Natural de Campina Grande, no Agreste paraibano, Francisco Aquino, mora na Flórida há quase 20 anos e relatou ao PortalT5, nesta sexta-feira (30), como o estado americano está se preparando para a possível chegada do furacão Dorian na próxima segunda-feira (2).

"É um momento difícil, a gente vai vendo a tensão no olhar das pessoas e vai abraçando isso. Os órgãos mostram meios para nos guiar nessa situação. A gente vai em posto e não encontra mais gasolina, vai em supermercado e as prateleiras estão vazias", contou.

"Quanto mais o furacão se aproxima, mais a tensão e adrenalina aumentam. De repente, o céu muda de cor. Como já passei pela experiência, consigo ficar um pouco mais tranquilo mas ainda assim, bate medo e insegurança por não saber como vai ser", disse.

De acordo com Francisco, apesar dos receios, o furação acaba sendo uma fonte de renda para imigrantes. "Quando o furacão passa, injeta uma grande economia, por exemplo, verbas federais são enviadas para ajudar a população e surgem várias oportunidades de emprego", relatou.

O Centro Nacional de Furacões, com sede em Miami, declarou que ainda não há informação de por onde o furacão vai chegar. “Devido à incerteza em relação à trajetória dessa tempestade, todos os residentes da costa leste devem estar prontos”, disse através de comunicado, Jared Moskowitz, o diretor de emergências da Flórida.

"A incerteza de onde ele vai entrar deixa muita gente apavorada. Um dos recados que os Bombeiros e a polícia dão é que a sociedade precisa ter calma. Há um trabalho de tranquilização da população. É uma mistura de medo, nervosismo, adrenalina e incerteza. É até difícil explicar como a gente se sente", desabafou o paraibano.

Na categoria 4, com ventos de 209 a 248 km/h, Dorian é o mais poderoso furacão desta temporada, iniciada em 1º de junho, no Atlântico Norte.

Operário atingido por estrutura em João Pessoa segue em estado grave

João Pessoa lidera acidentes de trabalho em cidades da Paraíba