Paraíba, segunda-feira, 19 de agosto de 2019
30° C
Busca

Paraíba

Paraíba

Paraíba pode perder selo de bom pagador em 2020, segundo Tesouro Nacional

Relatório emitido pelo governo federal mostra os itens das receitas e despesas de cada estado.

Por Redação Portal T5

09h17 - Atualizado 15/08/2019 às 09h25
Foto: Reprodução / Internet

A Paraíba está entre os seis estados que correm risco de perder a prerrogativa de uma espécie de selo de bom pagador emitido pelo governo federal, segundo o relatório do Tesouro Nacional divulgado nessa quarta-feira (14).

A partir da avaliação das finanças estaduais, com análise de itens das receitas e despesas e levando em conta limites estabelecidos pela lei, o Tesouro emite a chamada nota da Capag (capacidade de pagamento). Com essa certificação, os governadores têm direito a fazer empréstimos a juros mais baixos com garantia da União.

De acordo com o relatório divulgado nesta quarta, o único estado com nota A é o Espírito Santo. Além da Paraíba, dos nove estados com nota B, Acre, Pará, Piauí, Paraná e São Paulo também apresentam chances altas de rebaixamento. Com isso, os estados com notas C e D, pelo elevado risco de não honrarem suas dívidas, não ganham o mesmo benefício.

Veja as oportunidades de emprego para essa semana na Paraíba

De acordo com o secretário de Estado da Fazenda, a Paraíba não corre risco de rebaixamento. "Isso são publicações falaciosas. Estamos numa situação muito boa e vamos trabalhar para chegar no ranking A", disse Marialvo Laureano.

O secretário ainda mencionou as folhas de pagamento acima do permitido: "São 12 estados que ultrapassaram o limite da folha de pagamento, estamos trabalhando em cima da gestão fiscal, melhorando a máquina para que a arrecadação cresça. Isso é por conta da redução dos valores vindo das verbas federais, tínhamos uma estimativa e não ta acontecendo", completou.

Para o governador João Azevêdo, o índice divulgado pelo Tesouro Nacional é uma notícia boa. "Houve a redução de estados com Rating B, mas a Paraíba continua com a nota; isso é fundamental porque a gente sabe da importância de ter a autoridade de chegar em Brasília com um ranking desse na mão”, afirmou.

Veja mais:

+ Homem suspeito de queimar mulher com cigarro é solto após audiência de custódia em JP

Com informações da Folhapress