Paraíba, quarta-feira, 19 de junho de 2019
30° C
Busca

Paraíba

Paraíba

Delegacias da Mulher na PB solicitam mais de 1,5 mil medidas protetivas em 2019

Número é maior quando comparado ao mesmo período do ano passado.

Por Redação Portal T5

12h09 - Atualizado 22/05/2019 às 12h23
Foto: Divulgação / Governo da Paraíba

As Delegacias da Mulher distribuídas pelas seccionais da Polícia Civil da Paraíba registraram um aumento de 162 solicitações de medidas protetivas e 58 inquéritos policiais entre janeiro e abril deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

Em 2018, nos quatro primeiros meses foram instaurados 1324 inquéritos policiais e solicitadas 1393 medidas protetivas de urgência. No mesmo período deste ano, foram 1382 inquéritos policiais e 1555 medidas protetivas.

Essa estatística constata que as mulheres estão denunciando mais e buscando mais apoio nas delegacias especializadas.

Na última semana, o Portal T5 divulgou uma denúncia exclusiva sobre a suspeita de casos de importunação, assédio e estupro dentro de uma escola técnica em João Pessoa. Leia a reportagem

Estudantes denunciam assédio sexual em escola técnica de João Pessoa

“É importante lembrar que a violência não começa quando a mulher procura uma delegacia. Ela se instala desde o início de um namoro quando o namorado não permite que ela vista determinado tipo de roupa. Se houver a permissão da mulher essa relação doentia vai crescendo até chegar ao ponto da agressão verbal e depois da agressão física. Quanto ela percebe isso e quer dar um basta ele não vai mais aceitar o ‘não’. Então a mulher já está envolvida em um ciclo de violência e, dificilmente, conseguirá sair. Por isso ressaltamos a importância da denúncia desde o primeiro momento em que houver qualquer tipo de agressão contra a mulher”, ressalta a delegada Maísa Félix, coordenadora das Delegacias da Mulher na Paraíba.