Paraíba, domingo, 16 de junho de 2019
30° C
Busca

Paraíba

Paraíba

Acusado de matar professor José Dionísio tem prisão mantida após audiência de custódia

Corpo do professor de 62 anos foi encontrado no dia 5 de abril, em um canavial em Santa Rita

Por Redação Portal T5

18h34 - Atualizado 16/04/2019 às 18h40
O professor de Língua Portuguesa José Dionísio tinha 62 anos
O professor de Língua Portuguesa José Dionísio tinha 62 anos Imagem: Reprodução/TV Tambaú

A Justiça da Paraíba manteve nesta terça-feira (16) a prisão do acusado de assassinar o professor José Alves Dionísio, de 62 anos de idade, cujo corpo foi encontrado no dia 5 de abril em um canavial às margens da BR-230, em Santa Rita, na Grande João Pessoa.

O acusado havia sido preso na noite da última segunda-feira (15), após prestar depoimento na Central de Polícia Civil, em que confessou o crime.

Em audiência de custódia realizada no Fórum de Santa Rita Juiz João Navarro Filho, o homem de 51 anos foi encaminhado para o Presídio Padrão de Santa Rita. Segundo a polícia, José Dionísio era padrinho do filho do assassino confesso.

Conforme o delegado Aldrovilli Grisi, acusado e vítima teriam "retomado relações há pouco tempo, após um período afastados por um desentendimento”. Ele acrescentou que as investigações ainda não foram finalizadas, e disse que trabalha com a hipótese de mais pessoas terem participado da morte do professor.

Leia também:

Criança morta com tiro na cabeça é enterrada em Santa Rita

Polícia prende dois suspeitos de realizar assalto em loja de eletroeletrônicos em João Pessoa