Paraíba, quinta-feira, 20 de junho de 2019
30° C
Busca

Paraíba

Paraíba

Justiça determina prisão preventiva de três suspeitos de fraudar provas no concurso da UFPB

Audiências de custódia aconteceram nesta segunda-feira (8)

Por Redação Portal T5

18h53 - Atualizado 09/04/2019 às 14h32

Após duas audiências de custódia realizadas na 16ª Vara da Justiça Federal, nesta segunda-feira (8), o juiz determinou a prisão preventiva de três dos quatro suspeitos presos de fraudar provas no concurso público da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Dois dos acusados serão encaminhados para o Roger e o terceiro para o 5º batalhão porque possui nível superior.

Na segunda audiência, o quarto suspeito foi liberado após o pagamento de fiança no valor de três salários mínimos.

O processo foi dividido em duas audiências por serem considerados casos distintos.

De acordo com a assessoria de comunicação da Justiça Federal da Paraíba, os termos da audiência ainda não foram divulgados.

O grupo foi detido após a Polícia Federal deflagrar a Operação Ponto Final.

A operação contou com a participação de 10 policiais federais. Os presos realizavam as provas para os cargos de Administrador e Assistente em Administração do concurso da UFPB. As prisões ocorreram nas cidades de Rio Tinto e João Pessoa.

De acordo com a Polícia Federal, os suspeitos utilizavam instrumentos eletrônicos de recepção de dados, com objetivo de receberem, de terceiros, o gabarito de suas provas.

Ainda segundo a PF, um dos homens presos neste domingo (7), durante a realização das provas, já era investigado na Operação Gabarito, em Pernambuco.

A informação foi confirmada por Fábio Maia de Faria, delegado federal. Preso na cidade de Rio Tinto, o suspeito já estava fazendo a prova.

+ Dez militares do Exército envolvidos em morte de músico são presos 

+ Netflix anuncia documentário sobre Beyoncé; veja o trailer