Paraíba, sábado, 25 de maio de 2019
30° C
Busca

Paraíba

Paraíba

João Pessoa tem locais para o tratamento do tabagismo

No Brasil, 20% dos fumantes começaram a fumar antes dos 15 anos.

Por Redação Portal T5

10h31 - Atualizado 15/03/2019 às 10h33

A cidade de João Pessoa dispõe de locais onde são ofertados serviços especializados para o tratamento do tabagismo. Os espaços são administrados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

De acordo com a psicóloga e técnica de Doenças e Agravos Não-Transmissíveis da SMS, Niviane Ribeiro, o tabagismo é uma doença pediátrica e 80% dos fumantes começam a fumar antes dos 18 anos. No Brasil, 20% dos fumantes começaram a fumar antes dos 15 anos.

+ Câmera mostra exato momento do ataque à escola em Suzano

+ Atentados a duas mesquitas deixam quase 50 mortos na Nova Zelândia

“As crianças, especialmente as mais novas, são muito prejudicadas quando expostas à poluição tabagística ambiental, o que ocorre frequentemente em função do convívio com pessoas que fumam. Há um aumento de incidência de pneumonia, bronquite, exacerbação de asma, infecções do ouvido médio, síndrome da morte súbita infantil, além de uma maior probabilidade de desenvolvimento de doença cardiovascular na idade adulta”, explica.

+ Pabllo Vittar e Instagram lançam clipe com stories de fãs

+ Deputados criticam acesso a armas de fogo, após atentado em Suzano

Pesquisas realizadas em escolas indicam que, de cada cinco adolescentes que usam cigarro, um a três são dependentes de nicotina. A psicóloga explica ainda que a iniciação do tabagismo na adolescência está associada a diversas razões, como imitação do comportamento do grupo, amigo próximo ou pais. Além disso, essa exposição na adolescência tem inúmeras e importantes implicações para bem-estar e a saúde do adolescente, a curto, médio e longo prazos.

Números

Das mortes anuais causadas pelo uso do tabaco: 34.999 mortes correspondem a doenças cardíacas; 31.120 mortes por doença pulmonar obstrutiva crônica; 26.651 por outros cânceres; 23.762 por Câncer de Pulmão; 17.972 mortes por tabagismo passivo; 10.900 por pneumonia; 10.812 por AVC (acidente vascular cerebral).

+ Atiradores usaram arma medieval e revólver no atentado em Suzano

+ Facebook e Instagram ficam fora do ar no Brasil e em outras partes do mundo

Assistência

Para quem deseja parar de fumar, a Secretaria de Saúde de João Pessoa conta com uma equipe multiprofissional (médico, enfermeiro, psicólogo, assistente social e nutricionista). O interessado inicia o processo terapêutico em grupo, com a duração de um ano, e realiza a abordagem cognitiva comportamental (suporte psicológico), além de receber auxílio medicamentoso (adesivo transdérmico de nicotina, goma de mascar e pastilhas de nicotina e comprimidos).

+ Doria anuncia indenização de R$100 mil a familiares de vítimas de Suzano

+ Suzano: atingido por machado, aluno correu até hospital próximo à escola

Dentro do programa, os usuários podem participar de atividades em práticas integrativas e complementares, como reiki, auriculoterapia, relaxamento e yoga.

A assistência para quem deseja parar de fumar é ofertada nos seguintes locais:

Policlínica Municipal do Cristo – Rua Olívia de Almeida Guerra, s/n – Cristo- Telefone: 3214-2623

Policlínica Municipal de Jaguaribe – Rua Alberto de Brito, s/n Jaguaribe – Telefone: 3214-4075

USF Mandacaru – Rua Mascarenhas de Morais, s/n Mandacaru – Telefone: 3214-7143

Caps AD David Capistrano – CAPS AD Jovem Cidadão – Av. Sinésio Guimarães, 163 – Torre, João Pessoa – PB Telefone: 3218-5244.

USF do Bessa – Rua Napoleão Gomes Varela, 385 – Bessa, João Pessoa – PB Telefone: 3218-8002

Leia Também:

+ Vítimas de massacre em escola serão homenageadas em velório coletivo

+ Câmera mostra exato momento do ataque à escola em Suzano

+ Vídeo mostra alunos evacuando escola após tiroteio em Suzano

+ Além do domingo, Masterchef será exibido às terças e com novidades

+ Novamente, justiça nega pedido de prisão de zelador suspeito de estupro em escola da PB