Paraíba, quarta-feira, 20 de março de 2019
30° C
Busca

Paraíba

Paraíba

Na PB, polícia prende acusado de matar comerciante e confessar no WhatsApp

Crime aconteceu em Pernambuco. PM encontrou mensagens em que acusado confirma homicídio em seu celular

Por Redação Portal T5

12h25 - Atualizado 13/03/2019 às 12h29
Mensagens trocadas com a sogra evidenciaram o homicídio
Mensagens trocadas com a sogra evidenciaram o homicídio Foto: Divulgação/Polícia Militar

A 4ª Companhia de Polícia Militar da Paraíba prendeu na manhã desta quarta-feira (13) em Bayeux, na Grande João Pessoa, um homem acusado confesso de praticar um homicídio no município de Tabira, Sertão de Pernambuco. A operação foi cumprida a partir de um mandado de prisão em aberto, junto com a Polícia Civil.

Cristiano da Silva Ribeiro, de 40 anos, confessou ter matado um comerciante de 50 anos com uma facada, no final de janeiro. Segundo o acusado, o crime foi cometido em legítima defesa, porque ele supostamente já havia levado duas facadas da vítima.

Leia também:

Vídeo mostra alunos evacuando escola após tiroteio em Suzano, São Paulo

Entenda tudo sobre o caso das crianças abusadas em escola particular de João Pessoa

“Foi só uma facada mesmo. Agi em legítima defesa. Se uma pessoa lhe ameaçar, o que você faz? Onde ele já tinha dado duas facadas em você? Eu juntei tudo para decidir, porque eu não ia morrer”, disse na delegacia. Ele explicou que veio para a Paraíba por causa de trabalho.

No celular de Cristiano, a Polícia Militar encontrou uma conversa sua com a sogra, em que ele confirma o homicídio.

“Foi esse bicho aí que matei. Ele deu duas facadas em mim. Eu só dei uma pra resolver”, dizem as mensagens, junto com uma foto do comerciante morto.

O acusado foi levado para a 5ª Delegacia Distrital, também em Bayeux.