Paraíba, terça-feira, 19 de fevereiro de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Paraíba

Confira os cuidados, direitos e deveres para ter êxito no aluguel de temporada

É importante verificar vários requisitos antes de alugar um imóvel para evitar problemas.

Por Redação Portal T5

19h00 - Atualizado 09/02/2019 às 15h04

O aluguel de temporada é uma alternativa muito válida para o verão, férias e feriados e tanto proprietário quanto locatário devem observar vários fatores antes de fechar o negócio e desfrutar do que o imóvel pode oferecer.

A superintendente da Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor da Paraíba, Procon-PB,  Késsia Cavalcanti esclarece alguns cuidados que o consumidor deve ter ao alugar imóvel por temporada.

"O consumidor deve ficar atento e pesquisar bastante para que os momentos de lazer não sejam atrapalhados por aborrecimentos. É importante buscar informações de referências sobre a idoneidade do locador, imobiliária ou da credibilidade do site. Consulte órgão de defesa do consumidor ou comentários na internet de ex-hóspedes"

A localização real do imóvel também é importante ser verificada, seja no Google Maps ou outras ferramentas. Observe as condições de acesso ao local, a infraestrutura da região e a distância do local escolhido e dos pontos que se deseja visitar.

Outro ponto importante é a questão do contrato. Tudo deve estar descrito no documento como datas de entrada e saída, possibilidade de vistoria, discriminar o estado de conservação dos móveis – se for o caso, a forma de pagamento e entrega das chaves.

A locação por temporada não pode exceder 90 dias e é preciso exigir recibo das quantias pagas.

Caso ocorra problemas algumas medidas podem ser tomadas:

O imóvel ser diferente do que foi prometido: o inquilino tem o direito de exigir a devolução do valor pago ou pode negociar um abatimento proporcional no preço.

Se contratar pela internet, salve ou imprima as telas, busque contato com o responsável pelo imóvel e saiba que, o site que realiza a intermediação também responde em caso de problemas.

O consumidor pode tentar resolver amigavelmente com o fornecedor e, caso não obtenha sucesso, deve procurar o Procon mais próximo, dúvidas e reclamação, ligue 151.