sábado, 28 de novembro de 2020
Busca

Paraíba

Paraíba

“Nesse governo não tem continuidade de corrupção”, diz João Azevêdo sobre a Calvário

“Isso não houve, não haverá e não terá qualquer tipo de compromisso com qualquer coisa ilegal de minha parte”, completou.

Por Redação Portal T5

11h19 - Atualizado 23/12/2019 às 11h54
Governador elencou pontos da Operação Calvário
Governador elencou pontos da Operação Calvário Imagem: Reprodução

A cada vez que ocorreu uma parte da operação nós tomamos as medidas necessárias. Então, evidentemente cabe à Justiça e ao Ministério Público fazer a sua avaliação”, a declaração do governador João Azevêdo (sem partido) sobre os desdobramentos da Operação Calvário, que culminou na prisão de lideranças políticas – a exemplo do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) reverbera sobre os processos e procedimentos adotado pela gestão que tem João a frente.

“Nesse governo não tem continuidade de corrupção”, diz João Azevêdo a Calvário

O gestor convocou a imprensa para uma entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (23).

O governador destacou que as declarações do delator Daniel Dias de que haveria uma continuidade de um esquema de corrupção na administração pública são infundadas. “Nesse governo não tem continuidade de corrupção, que nesse governo nós não iriamos compactuar de forma nenhuma com qualquer tipo de desvio de recursos. Tanto que tomamos todas as medidas”, afirmou. “Isso não houve, não haverá e não terá qualquer tipo de compromisso com qualquer coisa ilegal de minha parte”, completou.

Segundo Azevêdo, o comportamento do governo será “exatamente aquele que nós estabelecemos desde o início da gestão. Principalmente baseado em um plano de governo que está sendo estritamente cumprido”, pontuou. Ainda segundo governador, na prestação de contas que será divulgada no início de 2019, os paraibanos terão uma surpresa com o que classifica como ‘avanços’.

O povo da Paraíba sabe o que está acontecendo em termos de mudança de vida”, completou. Teremos uma gestão mais transparente, isolada e protegida para evitar problemas como aconteceu agora com as OS”, acrescentou.

Leia também: João Azevêdo determina fim das organizações sociais em hospitais da Paraíba

Operação identifica rinha de galo na zona rural de Alagoa Grande, na PB

Inscrições em concurso para Câmara de cidade na PB terminam esta semana

+ Vídeo: homem salva criança de 5 anos de ataque de pitbull

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado! 

Adicione nosso WhatsApp: (83) 9 9142-9330.