domingo, 09 de agosto de 2020
Busca

Paraíba

Paraíba

"A Justiça está sendo feita, quero que ele seja preso", diz Wallber Virgolino sobre Ricardo Coutinho

O ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), teve a prisão decretada na manhã desta terça-feira (16).

Por Redação Portal T5

08h40 - Atualizado 17/12/2019 às 11h38
Foto: Reprodução/Instagram

O deputado estadual Wallber Virgolino (Patriotas) comentou, na manhã desta terça-feira (17), sobre a sétima fase da Operação Calvário deflagrada pela Polícia Federal e pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público do Estado da Paraíba (Gaeco).

O ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), a deputada estadual Estela Bezerra (PSB), a prefeita de Conde, Márcia Lucena (PSB) e os ex-secretários Waldson Dias e Gilberto Carneiro são alvos de mandados de prisão preventiva da operação.

Em entrevista ao Jornal da Manhã, ele declarou: "Deveria ser feriado mundial. Hoje a Paraíba é passada a limpo politicamente, lutamos a semana toda para que a Reforma da Previdência não fosse aprovada mas acho deve haver uma reforma de consciência da classe política. Os políticos mais antigos, principalmente da época do governo Ricardo Coutinho se achavam donos do mundo e que a máquina pública era deles", afirmou. 

"Agora a Justiça dos homens está sendo feita, aconteceu o que todo mundo esperava. O Gaeco e a Polícia Federal devassam de vez a quadrilha formada dentro do núcleo do socialismo paraibano, do grupo paraibano. Esperamos que João Azevêdo faça uma reforma não só da Previdência mas de consciência", declarou.

"Estou envergonhado enquanto político porque a Paraíba está mais uma vez nas páginas policiais nacionalmente por causa desses atos de corrupção e isso é ruim para a política e democracia. Espero a delação de Ricardo Coutinho e quero que ele seja preso e diga o que ele realmente sabe porque se ele abrir a boca, a Paraíba será outra", pontuou.

Leia mais:

Ricardo Coutinho é apontado como líder de organização criminosa e tem prisão decretada pela Justiça