segunda-feira, 20 de janeiro de 2020
Busca

Paraíba

Paraíba

Aids atinge mais homens heterossexuais na Paraíba, diz Secretaria de Saúde

Programação Dezembro Vermelho terá ações de prevenção, promoção, diagnóstico e serviços à população

Por Redação Portal T5

10h12 - Atualizado 02/12/2019 às 10h22

Dados do Boletim Epidemiológico, divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), revelaram que homens heterossexuais adultos representam a maior parcela nas novas notificações de Aids na Paraíba. Até outubro de 2019 foram registrados 221 casos da doença em pessoas do sexo masculino (78,6%) e 65 casos no feminino (21,4%).

Em todo o estado 7.132 que estão em tratamento e convivem com o vírus, mas não desenvolveram a forma agravada da doença, a Aids. Segundo os dados, o estado reduziu 21,5% de novos casos. O boletim relata os dados também da diminuição de 9,2% no diagnóstico de novos casos de HIV.

Questões comportamentais como as práticas sexuais desprotegidas, a busca pelo serviço mais tardiamente e maior resistência ao tratamento podem contribuir para esta predominância. Os municípios de maiores incidências da 1ª região são: Cruz do Espírito Santo, Sapé, Pitimbu, Bayeux e Lucena e na 14ª região foram: Jacaraú, Mamanguape, Marcação, Baia da Traição.

O Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, é referência para o tratamento de HIV/Aids, sendo responsável pelo acompanhamento de 90% dos pacientes. Para a diretora da unidade, Thaís Matos, as ações do Dezembro Vermelho são necessárias para difundir informações respeito destas doenças. “É um momento de reflexão e de mobilização da população para necessidade da conscientização da prevenção combinada e da quebra de preconceitos relacionados à doença e às pessoas que vivem com HIV/AIDS”, reforça a diretora.
 
Programação Dezembro Vermelho -  A partir desta segunda-feira (2), será iniciada uma série de ações de prevenção, promoção, diagnóstico e serviços à população, realizadas pela Secretaria de Estado da Saúde em parceria com os municípios em todas as regiões do estado.  Às 10h da manhã, será aberto oficialmente na Paraíba o ‘Dezembro Vermelho’, mês de Luta Contra a Aids. A solenidade ocorrerá no ambulatório do Clementino Fraga.
 
Na terça-feira (3), segue a programação com testes rápidos de diagnóstico, rodas de conversa e, a partir das 14h, a médica infectologista Adriana Cavalcanti fará palestra com o tema ‘É Possível Viver com Aids: Prevenção Combinada’. Na sequência, às 15h, o médico infectologista Fernando Chagas fala sobre PREP – Profilaxia Pré-Exposição, contendo um relato real de uma usuária do serviço.

A quarta-feira (4), além das atividades de prevenção realizadas no Complexo, é a vez da Feira Livre de Jaguaribe receber a equipe do CHCF, a partir das 7h da manhã, com distribuição de preservativos e material educativo.

Na quinta e sexta-feira, dias 5 e 6, a programação no Clementino Fraga segue com oferta de testes rápidos, salas de espera e rodas de conversa com usuários do serviço. Na tarde da sexta-feira (06), a partir das 14h, haverá uma Vivência de Biodança com usuários do Complexo, tendo como facilitadora a médica infectologista Drª Francisca. Às 15h, está programada a exibição do filme O ano de 1985, para usuários e colaboradores.

Veja mais:

Acidente envolvendo ônibus deixa três vítimas na Grande João Pessoa