segunda-feira, 18 de novembro de 2019
Busca

Paraíba

Paraíba

8º Batalhão da PM do RN autorizou operação que terminou com policial paraibano morto

Os três policiais militares do RN envolvidos na ação estão afastados de suas funções.

Por Redação Portal T5

11h38
Foto: Arquivo Pessoal

A autorização para realizar uma operação de busca a um foragido no município de Tacima, na Paraíba, partiu do 8º Batalhão da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. Na ação, o cabo Edmo, militar paraibano, morreu no confronto com policiais ao ser confundido com criminoso.

A informação consta no inquérito policial que investiga a ação. Os três policiais militares do RN envolvidos na ação estão afastados de suas funções. As informações são do G1 RN.

Contudo, apesar da autorização do 8º Batalhão, o comando geral da Polícia Militar não foi informado sobre a operação. Segundo o comandante-geral da PM do Rio Grande do Norte, coronel Alarico Azevedo, toda operação que envolva estados vizinhos precisa ser comunicada ao comando-geral.

"Todo deslocamento de um estado para o outro, de uma polícia militar para outra, é feito o contato entre os comandantes gerais, como já fizemos anteriormente em várias outras ocorrências tanto com a Polícia Militar da Paraíba, como do Ceará. Eu não tive conhecimento, por isso não mantive contato com o coronel Euller Chaves (comandante geral da PB) informando dessa operação, pedindo autorização e um trabalho conjunto", disse à época.

Ainda segundo reportagem do G1, a assessoria de imprensa do comando da PM do Rio Grande do Norte não quis comentar se houve falha do batalhão e que o assunto está sendo apurado pelo inquérito militar.