terça-feira, 10 de dezembro de 2019
Busca

Paraíba

Paraíba

Justiça determina que vereadores de Santa Rita devem responder processo em liberdade

Conforme as investigações, eles são suspeitos de forjarem um congresso para justificar o deslocamento para a cidade de Gramado no Rio Grande do Sul, com o uso de dinheiro público.

Por Redação Portal T5

01h03 - Atualizado 07/11/2019 às 01h05
Foto: Divulgação

A Justiça determinou que os onze vereadores da cidade de Santa Rita, na Grande João Pessoa, que foram detidos na Operação Natal Luz devem responder o processo em liberdade. A decisão foi da juíza Maria dos Remédios, da 2ª Vara Mista da Comarca do município, após audiência de custódia realizada na noite desta quarta-feira (6), no Fórum Juiz João Navarro Filho.

Também foi decretada a busca e apreensão de todos os computadores da Câmara Municipal de Santa Rita e que durante o processo, está proibida a participação dos vereadores em seminários, congressos e pagamento de diárias.

De acordo com as investigações, eles são suspeitos de forjarem um congresso para justificar o deslocamento para a cidade de Gramado no Rio Grande do Sul, com o uso de dinheiro público.

A operação foi deflagrada na madrugada dessa terça-feira (5) e os políticos foram presos na BR-101 quando voltavam de Recife para João Pessoa, após desembarcarem de viagem no Aeroporto dos Guararapes, na capital pernambucana.

Veja mais:

+Vereadores de Santa Rita prestam depoimento em audiência de custódia

Vereadora passa mal após prestar depoimento em Santa Rita