segunda-feira, 10 de agosto de 2020
Busca

Paraíba

Paraíba

Vídeo mostra momento que vereadores de Santa Rita desembarcam em aeroporto de Recife

De acordo com as investigações, os políticos são suspeitos de forjarem um congresso para justificar o deslocamento para a cidade de Gramado no Rio Grande do Sul, com o uso de dinheiro público.

Por Redação Portal T5

19h31 - Atualizado 05/11/2019 às 20h52

Onze vereadores e um servidor público da Câmara Municipal de Santa Rita, na Grande João Pessoa, foram presos durante a madrugada desta terça-feira (5). O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB) realizou a prisão em flagrante depois do desembarque dos políticos no aeroporto na cidade de Recife, em Pernambuco.

A Operação Natal Luz teve apoio da Polícia Civil de Sergipe e do Ministério Público do Estado do  Rio Grande do Sul. De acordo com as investigações, os políticos são suspeitos de forjarem um congresso para justificar o deslocamento para a cidade de Gramado no Rio Grande do Sul, com o uso de dinheiro público.

A viagem ocorreu durante a programação do 'Natal Luz', evento com temática natalina realizado na cidade de Gramado (RS). As prisões em flagrante aconteceram às 3h, após o desembarque no Recife (PE) e o trajeto de volta para João Pessoa, próximo ao distrito de Mata RedondaVereadores e acompanhantes foram encaminhados para a Central de Polícia, no Geisel.

Apesar das prisões terem acontecido em flagrante, o presidente da Câmara Municipal, Anésio Miranda Filho (PSB), acusou que a ação policial "não preencheu os requisitos constitucionais" e que não foi expedido mandado judicial. Ele ainda confirmou à TV Tambaú, que as diárias custaram em torno de R$ 4 mil a R$ 5 mil, para cada parlamentar.