Paraíba, segunda-feira, 18 de março de 2019
30° C
Busca

Paraíba

Paraíba

Policial militar preso em festa de grupo criminoso pode ser excluído da corporação

O caso aconteceu em João Pessoa na madrugada deste sábado (26). O militar já responde a inquérito disciplinar na PM da Paraíba

Por Redação Portal T5

21h02 - Atualizado 28/01/2019 às 07h21
O material apreendido foi encaminhado à Central de Flagrantes
O material apreendido foi encaminhado à Central de Flagrantes Foto: Divulgação / PMPB

O policial preso na festa de um grupo criminoso na madrugada deste sábado (26), que terminou com 130 pessoas conduzidas à delegacia, em João Pessoa, já responde a um inquérito no Conselho de Disciplina da Polícia Militar da Paraíba

O evento acontecia em uma casa de festas no bairro Portal do Sol, quando uma denúncia anônima levou a polícia ao local. 412 pessoas foram revistadas e cerca de 20 pessoas acabaram presas, porque estavam cumprindo pena em liberdade condicional.

Cantora Gospel e namorado são assassinados dentro de casa, no Espírito Santo

Mulher é socorrida com chave de fenda cravada nas costas e população lincha suspeito, ex-marido da vítima

Um dos presos foi exatamente um policial militar, lotado na Paraíba. Segundo o coronel Lívio Delgado, comandante de Policiamento da Região Metropolitana (CPRM), ele pode até ser excluído da PM.

“O policial está respondendo ao Conselho de Disciplina, que vai avaliar a permanência dele na corporação. Ele estava naquela ambiência com uma arma, e não poderia estar sequer conduzindo arma, visto que está respondendo ao Conselho. Foram tomadas as medidas judiciais e vamos agora fazer a medida administrativa, onde também vai ser incluída essa falta que ele acabou de cometer”, explicou.

Festa não acabou bem

Durante a abordagem da polícia no evento, 412 pessoas foram revistadas e identificadas. Duas armas de fogo foram apreendidas, além de frascos de loló e porções de outras drogas que eram consumidas pelos participantes.

Um valor em dinheiro também foi recolhido pelos policiais. A PM suspeita que o dinheiro seria utilizado para custear as despesas de um grupo criminoso que atua no ramo do tráfico de drogas na Paraíba.

Autônomos e trabalhadores rurais devem se cadastrar no site da Receita

Ainda segundo a PM, das 23 pessoas detidas, 20 são presos que cumprem penas em liberdade condicional. Entre os crimes identificados estão tráfico, associação ao tráfico e roubo. O organizador do evento, de 24 anos, foi preso em flagrante com uma pistola na cintura. Ele responde em liberdade condicional por vários crimes, inclusive por violação de caixas eletrônicos.

O material apreendido e todos os suspeitos flagrados com armas, drogas e com pendências na Justiça foram encaminhados à Central de Polícia Civil, no Geisel.

Leia também:

Mulher socorrida com chave de fenda cravada nas costas continua internada em João Pessoa

'Número de óbitos vai aumentar', diz Corpo de Bombeiros após achar ônibus com mortos em Brumadinho