quarta-feira, 13 de novembro de 2019
Busca

Paraíba

Paraíba

Sessenta e uma pessoas dizem ter sido feridas por agulhas em Campina Grande

Somente 8 pessoas registraram boletim de ocorrência. Disse ainda que outras 16 foram ouvidas na delegacia.

Por Redação Portal T5

15h20 - Atualizado 09/07/2018 às 15h20

Sessenta e uma pessoas foram atendidas no Hospital de Trauma de Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, após relatarem ter sido vítimas de agressões com objetos perfurantes semelhantes à agulha durantes os festejos juninos da cidade. ‘O Maior São João do Mundo’ terminou na madrugada desta segunda-feira (9). De acordo com a assessoria da unidade, três pessoas - dois homens e uma mulher - procuraram o hospital informando terem sido vítimas de perfurações.

Conforme o levantamento, 56 casos teriam ocorrido no Parque do Povo e 5 no bloco junino Namoradilha. Ao todo, são 39 homens e 22 mulheres.

Apesar de buscarem ajuda no hospital, todas as vítimas não registraram queixas nas delegacias da cidade.

O delegado Henry Fábio, da 10ª Delegacia Seccional da Polícia, explicou ao Portal T5 que, ao todo, somente 8 pessoas registraram boletim de ocorrência. Disse ainda que outras 16 foram ouvidas na delegacia.

Nesse período ninguém foi preso. “Houve conduções apenas para identificação”, explicou à reportagem.

Quanto ao exame de DNA do sangue presente em algumas seringas encontradas nas proximidades do Parque do Povo, o resultado ainda está sendo aguardado pela Polícia Civil e pode sair ainda essa semana.

Leia Mais:

+ Lei Seca flagra quase 100 motoristas dirigindo sob efeito de álcool durante São João de Campina Grande

+ Empresário nega morte de vocalista da Banda Torpedo

+ Suspeitos de assalto são atropelados durante fuga