Paraíba, quarta-feira, 15 de agosto de 2018
18° C
Busca

Paraíba

Paraíba

Paraíba vacinou 87% contra gripe; campanha é prorrogada

A vacina protege dos três tipos do vírus que circulam no país: A (H1N1, H3n2) e B.

Por Redação Portal T5

15h32

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) prorrogou, por recomendação do Ministério da Saúde, até 22 de junho a Campanha de Vacinação Contra a Gripe, que terminaria nesta sexta-feira (15), para promover um alcance maior do público-alvo em toda a Paraíba. Até o momento, foram vacinadas 932.471 pessoas, o que representa 87,17% do público-alvo, formado por aproximadamente 1.070.000 pessoas consideradas mais vulneráveis para complicações da doença. A meta, neste ano, é vacinar 90% desse público (963.000 pessoas).

Os grupos prioritários definidos para a Campanha em 2018 são: indivíduos com 60 anos ou mais de idade; crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias); as gestantes e as puérperas (até 45 dias após o parto); os trabalhadores de saúde; os povos indígenas; os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; a população privada de liberdade; os funcionários do sistema prisional e os professores das escolas públicas e privadas. A vacina protege dos três tipos do vírus que circulam no país: A (H1N1, H3n2) e B.

A SES segue reforçando a importância da população que está nos grupos prioritários procurar uma unidade de saúde para garantir a vacinação e, consequentemente, se proteger das complicações causadas pelo vírus influenza. A vacina é a principal forma de prevenção.

“Chamamos a atenção, em especial, dos pais e responsáveis para que levem as crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade para se vacinarem. Não só na Paraíba, mas em todo o Brasil, este é o público com menor cobertura vacinal, seguido das gestantes. Alertamos, ainda, que os municípios façam a busca ativa, avaliem a cobertura por grupo prioritário e identifiquem qual deles tem mais necessidade de vacinação para que, juntos, tenhamos êxito na campanha”, reforçou a chefe do Núcleo de Imunização da Ses, Isiane Queiroga.

Cobertura vacinal – Na Paraíba, entre os públicos-alvo que atingiram e superaram a meta, a população indígena registrou a maior cobertura vacinal, seguida pelas puérperas, trabalhadores de saúde e professores.

Os grupos que ainda não alcançaram a meta foram os idosos (89,07%), gestantes (85,47%) e crianças (75,21%). Lembrando que cada um desses grupos precisa terminar a campanha com, pelo menos, 90% de cobertura vacinal.

Influenza – Infecção viral aguda do sistema respiratório, de elevada transmissibilidade e distribuição global. Um indivíduo pode contraí-la várias vezes ao longo da vida. Em geral, tem evolução autolimitada, podendo, contudo, apresentar-se de forma grave.

Secom-PB