Paraíba, quarta-feira, 19 de setembro de 2018
19° C
Busca

Paraíba

Paraíba

"Me trataram como um bicho", diz paciente acusado de morder médico em UPA

Ele foi conduzido para dentro da unidade de saúde e contou sua versão dos fatos.

Por Redação Portal T5

06h40 - Atualizado 13/03/2018 às 09h52

Uma briga entre um paciente e um médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cruz das Armas, em João Pessoa, foi parar na Central de Polícia, na noite dessa segunda-feira (12).

De acordo com informações de funcionários da unidade de saúde, a vítima chegou em uma ambulância com a família, com suspeita de infarto. Durante o atendimento, o paciente nervoso, tentou agredir uma enfermeira, defendida pelo médico de plantão, que sofreu uma mordida no pescoço.

A polícia foi acionada e informou que o paciente já estava dentro de um táxi, indo para casa. Ele foi conduzido para dentro da unidade de saúde e contou sua versão dos fatos.

O paciente - "Me trataram como um bicho", disse o homem de 51 anos, que assumiu ter mordido o médico durante o atendimento. "Ele queria aplicar uma dupla dose de diazepam, para eu dormir, mas achei desnecessário. Arranquei o soro e ele empurrou o braço no meu pescoço com muita força, tirando meu ar, a saída, foi mordê-lo para poder me defender", disse.

O médico e o paciente decidiram ir à delegacia para prestarem depoimento e em seguida foram liberados.