Paraíba, terça-feira, 17 de setembro de 2019
30° C
Busca

Paraíba

Paraíba

Advogada que acusa prefeito de agressão revela que ele tinha “personalidade ciumenta, possessiva e controladora”

Por Luanja Dantas

14h53 - Atualizado 10/12/2018 às 15h15

A advogada Miriam Gadelha, ex-namorada do prefeito de Sousa, Fábio Tyrone, falou pela primeira vez após as agressões sofridas por ele.

Miriam registrou um boletim de ocorrência na última sexta-feira, (06), onde segundo ela, após uma briga motivada por ciúmes, Tyrone teria lhe agredido com vários socos e chutes. As fotos foram divulgadas nas redes sociais.

Em entrevista a imprensa, Miram disse que as agressões foram presenciadas por outras pessoas e que inclusive, um irmão do prefeito teria ligado para ela e pedido para que a história não fosse divulgada.

A advogada relatou ainda que essa não teria sido a primeira agressão sofrida e que o ex-namorado sempre tentou controlar o comportamento dela: “Eu demorei um pouco para perceber isso. Mas ele sempre se irritava com algumas situações. Ele não gostava quando eu falava demais, quando eu conversava com alguns amigos dele, ele dizia inclusive, que eu deveria ser mais reservada e que eu já era bonita demais pra estar chamando atenção com palavras”, contou.

Segundo a mulher, o prefeito se pronunciou nesta segunda e em entrevista a imprensa disse que as agressões foram motivadas pelo comportamento dela, o que para Mirian é um grande absurdo.

A advogada relata na denúncia apresentada à Justiça que estava se relacionando com Fábio Tyrone há cerca de quatro meses e que neste período o prefeito teria revelado “personalidade ciumenta, possessiva e controladora”. A vítima afirmou que o primeiro caso de agressão aconteceu no mês de novembro, em uma viagem à cidade de São Paulo.

"Essa história que ele inventou beira o ridículo. Ele me bateu dentro do carro e eu fiquei acuada. Quando chegamos em casa, ele me agrediu novamente e eu revidei com um tapa no rosto. A partir daí ele me derrubou, me deu vários chutes e socos. Os hematomas em todo o meu corpo confirmam a violência”, explicou.

Após o pedido judicial feito em decorrência das agressões físicas, verbais e psicológicas, o Tribunal de Justiça da Paraíba concedeu uma medida protetiva em favor de uma advogada, onde Fábio Tyrone não pode se aproximar da ex-companheira.

O caso ganhou repercussão em todo o estado e várias entidades se manifestaram em apoio a advogada. A Ordem dos Advogados do Brasil seccional Paraíba emitiu uma nota repudiando a atitude do prefeito e assegurando suporte e adoção de medidas cabíveis.

O Portal T5 tentou contatar o prefeito de Sousa, através do Chefe de Gabinete da prefeitura, mas sem sucesso, no entanto, o Secretário de Comunicação do município informou que deve enviar um posicionamento de Fábio Tayrone assim que for possível.

Leia Mais:

+ Mecânico é esmagado por caminhão enquanto consertava o veículo

+ Vídeo: Homem armado rende empresário na porta de banco e leva quase R$ 50 mil, no sertão