Paraíba, terça-feira, 13 de novembro de 2018
21° C
Busca

Paraíba

Paraíba

Policial leva garrafada na cabeça de travesti ao abordar festa de aniversário; três são presos

Com o grupo foram apreendidas diversas drogas, dinheiro em espécie e munições

Por Vitor Feitosa

22h00
Material apreendido com o grupo na festa: drogas, dinheiro, munições e documentos
Material apreendido com o grupo na festa: drogas, dinheiro, munições e documentos Foto: Ewerton Correia/RTC

Um policial militar foi agredido com uma garrafada na cabeça na noite deste sábado (10) no bairro de Paratibe, em João Pessoa, ao abordar uma suposta festa de aniversário de uma travesti. Três pessoas foram presas com drogas e munições de armas de fogo.

De acordo com a tenente Nadja, a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima de que pessoas estariam consumindo drogas, bebida alcoólica e atirando para cima em uma residência da região. Ao chegar lá, os policiais foram recebidos de maneira hostil pelas cerca de 20 pessoas, que teriam os agredido com pedradas.

Um dos ataques sofridos, inclusive, foi da própria travesti a um policial, com uma garrafada na cabeça. O militar da Força Regional precisou ser socorrido para o Hospital Ortotrauma, em Managabeira, e teve que levar pontos, mas foi liberado logo em seguida. A PM informou que ela estava bastante agressiva no momento da abordagem. Em sua defesa, a travesti alegou em entrevista à equipe da TV Tambaú que o policial teria agido de maneira rude.

Ainda conforme a tenente Nadja, todos os presentes na festa foram conduzidos até a Central de Polícia Civil da capital para prestarem esclarecimento. Três deles foram presos, inclusive a travesti. Com o grupo, foram apreendidos no total 42 trouxas de maconha, seis pinos de cocaína, munições de calibre 12, munições de calibre 38, R$ 70 em espécie e comprimidos de artane.

Uma mulher que compareceu à Central de Polícia durante à noite alegou ter sofrido um disparo de arma de fogo na perna, no local da festa. Ela afirmou que foi contratada para fazer um churrasco, e que seu marido, que estava presente, também foi baleado. Ele já havia sido socorrido, enquanto ela foi levada pelos policiais para o Instituto Médico Legal (IML) de João Pessoa para fazer exame de corpo de delito.

O caso será investigado pela Polícia Civil da Paraíba.

Leia também:

Lavador de carros é baleado depois de ameaçar motorista de ônibus em João Pessoa

Cantora Shelly Carvalho morre duas semanas após sofrer acidente de moto em João Pessoa