quarta-feira, 15 de julho de 2020
Busca

Paraíba

Paraíba

Peixes-bois terão espaço para readaptação em ambiente natural no Litoral da PB

O local está sendo construído com toras de madeira no estuário da Barra do Rio Mamanguape, e deve ficar pronto em dezembro

Por Redação Portal T5

14h54 - Atualizado 09/10/2018 às 14h59
Os peixes-bois do Litoral paraibano agora terão um espaço específico de readaptação ao habitat natural
Os peixes-bois do Litoral paraibano agora terão um espaço específico de readaptação ao habitat natural Foto: Luciano Candisani/Acerbo FMA

Os peixes-bois marinhos que forem encontrados em situação de perigo no Litoral Norte da Paraíba vão ganhar um espaço especial para começarem a retornar ao seu habitat natural. O local está sendo construído com toras de madeira e abrigará animais em fase de readaptação, visando a reintrodução da espécie no estuário da Barra do Rio Mamanguape.

A obra está sendo tocada por equipes do Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho, da Área de Proteção Ambiental (APA) e Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE) da Barra do Rio Mamanguape, pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação da Biodiversidade Marinha do Nordeste (CEPENE) e por voluntários da comunidade local, que vêm trabalhando na construção do cativeiro.

Os peixes-bois marinhos atualmente estão em perigo de extinção no Brasil. De acordo com o médico veterinário e pesquisador João Carlos Gomes Borges, coordenador do Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho, o ambiente será importante para estimular a conservação da espécie no país.

Leia também:

Polícia apreende mais de 2 toneladas de droga em casa no Litoral da PB

Internautas comentam propostas de Bolsonaro e Haddad para a economia

O loca está sendo construído com toras de madeira
O loca está sendo construído com toras de madeira Foto: Karlilian Magalhães/Acervo FMA

“Dentro da estratégia nacional de conservação do peixe-boi marinho, estão previstas as reintroduções dos espécimes que encalharam e posteriormente foram reabilitados. Atualmente, no Nordeste, só existe uma estrutura semelhante a esta que estamos construindo e está localizada em Alagoas. Este cativeiro da Barra do Rio Mamanguape vai então agregar e otimizar os esforços em prol da soltura dos animais no Nordeste brasileiro. Uma vez construído o cativeiro, daremos maior celeridade a este processo de reintegração de peixes-bois aos ambientes naturais”, explica ele.

A previsão é que o cativeiro seja concluído até o mês de dezembro deste ano. Quanto à Barra do Rio Mamanguape, João Carlos considera o local uma região propícia para a reintegração dos peixes-bois, além de ser também uma área que muitos animais que já foram reintroduzidos costumam utilizar.

“Trata-se de uma das principais áreas de ocorrência de peixes-bois marinhos no Brasil, é um local que ainda dispõe dos principais atributos ecológicos que propiciam à existência da espécie, contando com um importante estuário, ambiente marinho, fontes de alimentação, qualidade hídrica, águas calmas e protegidas, e, além disso, trata-se de uma área de proteção ambiental”, acrescenta o pesquisador.