TV Tambaú
Jovem Pan
Nova Brasil Maceió
º
DOAÇÃO DE SANGUE

Dia do Doador de Sangue: hemocentros passam por dificuldade no Brasil; saiba como doar

Data homenageia Karl Landsteiner, imunologista que descobriu a proteína nos glóbulos vermelhos do sangue e as diferenças entre os tipos sanguíneos

Por SBT News Publicado em
Doacao de sangue
A OMS recomenda que o percentual ideal de doadores no país seja entre 1% e 3% da população. (Foto: Divulgação)

Há exatos 20 anos, a Organização Mundial da Saúde (OMS) homenageava Karl Landsteiner, imunologista austríaco que descobriu a proteína nos glóbulos vermelhos do sangue e as diferenças entre os tipos sanguíneos. Dessa forma, nasceu o Dia Mundial do Doador de Sangue, comemorado nesta sexta-feira (14).

Além do marco, hemocentros e bancos de sangue realizam campanhas no chamado Junho Vermelho, que busca conscientizar sobre a importância desse ato solidário e incentivar a doação.

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), a transfusão de sangue e hemoderivados ajudam pacientes a viverem com mais qualidade de vida. Também dá suporte a procedimentos médicos e cirúrgicos, incluindo cuidados maternos e infantis.

A OMS recomenda que o percentual ideal de doadores no país seja entre 1% e 3% da população. No Brasil, a cada mil habitantes, 14 pessoas são doadoras, o equivalente a uma taxa de 1,4% dos habitantes.

Mesmo o país estando no patamar recomendado, o número de doações ainda é insuficiente para garantir o abastecimento regular aos hospitais.

Por exemplo, no Banco de Sangue de São Paulo, um dos hemocentros que atende o Sistema Único de Saúde (SUS) e hospitais privados, os estoques estão de 60% a 50% abaixo do nível ideal, com defasagem maior para os tipos O+ e O-.

Na prática, esse banco de sangue tem abastecimento disponível de 7 a 9 dias para a demanda hospitalar, sendo que o nível de bolsas de sangue deveria cobrir, pelo menos, 18 dias. Confira a lista de hemocentros espalhados em todo o Brasil aqui

Requisitos básicos para doação de sangue

  • Apresentar um documento oficial com foto, como RG e CNH, em bom estado de conservação;
  • Ter idade entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação seja realizada até os 60 anos (menores de idade precisam de autorização e presença do responsável legal no momento da doação);
  • Estar em boas condições de saúde;
  • Pesar a partir de 50 kg;
  • Não ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas;
  • Aguardar três horas após o almoço ou ingestão de alimentos gordurosos;
  • Não é necessário estar em jejum. Evite alimentos gordurosos;
  • Se fez tatuagem e/ou piercing, aguardar 12 meses; no caso de região genital e boca, aguardar 12 meses após a retirada;
  • Se passou por endoscopia ou procedimento endoscópico, aguardar seis meses;
  • Não ter tido Doença de Chagas e ou infecções sexualmente transmissíveis (ISTs);
  • Em caso de diabetes, deverá estar controlada e não fazer uso de insulina;
  • Candidatos com gripe e/ou resfriado devem aguardar sete dias após cessarem os sintomas e uso de medicações;
  • Aguardar 48h para doar caso tenha tomado a vacina da gripe, desde que não esteja com nenhum sintoma.


Relacionadas