quinta-feira, 22 de outubro de 2020
Busca

Portal T5

Geral

Após ser condenado pela morte de Eliza Samúdio, goleiro Bruno diz que dorme com a consciência tranquila

Bruno também foi condenado por homicídio triplamente qualificado e sequestro.

Por Redação Portal T5

11h32 - Atualizado 08/09/2020 às 11h40
Foto: Reprodução / Internet

O goleiro Bruno, ex-Flamengo, disse que dorme com a consciência tranquila e não precisa pedir perdão a ninguém. Ele foi condenado pela morte de Eliza Samúdio, com quem teve um filho, e cumpre regime semiaberto. A declaração aconteceu durante entrevista no Conexão Repórter, do SBT.

Bruno também foi condenado por homicídio triplamente qualificado e sequestro. Os crimes aconteceram em 2010, quando o jogador foi preso, acusado de envolvimento no assassinato de Eliza Samúdio.

"Não (devo pedir perdão para ninguém). Todas as pessoas a que pedi perdão já me perdoaram. Durmo com a minha consciência tranquila", disse Bruno.

Ele ainda afirma que a condenação foi injusta. "Lógico que não (foi justa a condenação). Tem uma pancada de erro", disse.

Após ser questionado se é um anjo, ele disparou: "Não, mas também não fui esse demônio".

Bruno disse que não foi o mandante ou responsável do assassinato de Eliza. Atualmente, ele joga no Rio Branco, do Acre. "Eu não sou o mandante. Pra prisão eu não volto, nunca mais", pontuou.

Ele disse ainda que não reconhece o filho com Eliza e que é necessário um exame. "Não pode falar que é meu filho se não tiver exame de DNA. Se não tem um exame, existe a dúvida. Já pedi na Justiça", disse.

Leia também:

Inscrições para concurso da Prefeitura de Campina Grande começam nesta terça (8)

Mais duas linhas de ônibus retornam a partir desta terça-feira (8), em João Pessoa

Tentativa de assalto a supermercado tem funcionários rendidos e troca de tiros com a PM

João Pessoa tem 73 vagas de trabalho a partir desta terça-feira (8)