terça-feira, 10 de dezembro de 2019
Busca

Portal T5

Geral

Homem morre após ser desafiado a comer uma lagartixa durante festa

O pai de três filhos começou com vômitos verdes, depois ficou inchado e a urina estava preta

Por Carlos Rocha

13h23
Foto: Reprodução

Uma morte trágica que aconteceu no fim do ano passado foi divulgada pelas autoridades australianas somente agora. O morador da cidade de Bribane, David Bowell, de 35 anos, morreu após ser desafioado em uma comemoração de fim de ano. De acordo com informações de familiares de David, ele saiu com amigos no dia 1º de dezembro de 2018 e voltou para casa passando mal.

A princípio, a família de David acreditava que ele estava com algum tipo de ressaca por ter bebido muito na comemoração com os amigos, no entanto, mal sabiam o que estava por vir.

“No outro dia, David estava muito mal e começou a vomitar verde. Imediatamente, chamamos uma ambulância. Quando chegaram, os paramédicos não quiseram levá-lo ao hospital, pois acharam que era apenas um mal-estar. Insistimos e ele foi”, contou Hannah Dowell, irmã de David, em entrevista ao jornal Bribane Times.

No dia seguinte, havia um diagnóstico: David estava com infecção causada por salmonela. A família acreditou que o frango que comeram no almoço poderia ter sido a causa. No entanto, quando a esposa, Allira, estava contando aos amigos do trabalho o ocorrido, um deles disse: “Ah! O David comeu uma lagartixa naquela noite. Tenho quase certeza”.

Imediatamente, a esposa comunicou ao médico e ele confirmou que isso poderia ter causado o problema.

“No entanto, não havia evidências sobre isso. Alguns diziam que David realmente comeu, outros diziam que não. Foi um desafio, ele pode ter dito que engoliu, mas jogou fora. David não falou nada sobre isso”, diz a irmã.

Com o passar dos dias, David ficou inchado e parecia estar carregando um bebê de seis meses na barriga. A urina dele ficou preta e o vômito continuava verde. Após um tempo, os pulmões dele estavam cheios de fluidos. Dez dias depois, David não resistiu e morreu.

“Queremos justiça para David ou apenas respostas. Não acreditamos que algo assim possa ter acontecido com ele. Ninguém sabe o que aconteceu”, diz a irmã.