segunda-feira, 09 de dezembro de 2019
Busca

Portal T5

Geral

"Você não pode ganhar um campeonato sem gays no time", diz capitã da seleção feminina dos EUA

Ela disse ainda que caso as jogadoras ganhem o Mundial, não vão para a Casa Branca por causa do Trump

Por Redação Portal T5

21h19 - Atualizado 01/07/2019 às 21h23
Foto: BERNADETT SZABO / REUTERS

A capitã da seleção feminina dos Estados Unidos, Megan Rapinoe, afirmou que nenhuma equipe conquista uma competição sem gays no time. O Dia Internacional do Orgulho LGBT foi comemorado no dia 28 de junho.

Em declarações reproduzidas pelo Goal.com, a atleta declarou: "Você não pode ganhar um campeonato sem gays no seu time. Isso jamais foi feito antes na história, nunca. Isso aí é ciência pura!", disse.

Luana Piovani revela motivo da separação com Pedro Scooby

Rapinoe afirmou ainda que 'não iria para p... da Casa Branca", caso ganhasse o Mundial na França, por causa do presidente Donald Trump.

Em resposta, ele disse que ela deveria vencer o torneio antes.

Depois de vencer o jogo contra a França e garantir o time nas semifinais, ela comemorou: "Vai gays!", demonstrando o orgulho em ser homossexual.

"Estou motivada por pessoas que gostam de mim e que estão lutando pelas mesmas coisas. Eu pego mais energia disso do que tentando provar que alguém está errado. Isso está se esgotando. Mas para mim, ser gay e fabulosa, durante o mês do Orgulho na Copa do Mundo, é ótimo", acrescentou.