Paraíba, sábado, 23 de março de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Geral

Veja três jogos para treinar a inteligência não verbal dos seus filhos

Sim, é possível aprender a brincar

Por Carlos Rocha

05h30 - Atualizado 15/03/2019 às 23h20
Foto: DR

Em que momento podemos (ou devemos?) começar a treinar a comunicação não verbal das crianças? E como tornar este assunto tão sério em um jogo apelativo? Apresentamos as sugestões da The Body Language Academy.

#1: Jogar super-herói!

Quando estão à espera do elevador, quando estão numa fila, quando viajam de carro – o caminho para a escola normalmente demora algum tempo – aproveite! Peça ao seu filho ou à sua filha para manter uma postura de super-herói — ajuda a esticar as costas, abrir o peito e ganhar confiança.

#2: Frases e emoções

Encontre uma frase que a criança possa decorar com facilidade — por exemplo, “Gosto de brincar com bonecos!” e peça que leia com emoções diferentes: feliz, zangado, chateado.... Comece devagar e pense em como pode tornar o exercício ainda mais desafiante. Por exemplo, por cada emoção bem interpretada um jogador recebe um ponto/estrela/flor, etc. No final, quem terá mais estrelas, a mãe, o pai ou o filho?

#3: De que cor...?

À noite, pergunte de que cor foi o dia do seu filho. Não parece fazer sentido, mas ajuda a avaliar o que aconteceu durante o dia em um outro formato — sem ser 'bom' ou 'interessante', mas, por exemplo, em 'azul', 'cor-de-rosa' ou até 'arco-íris'. Todos queremos que os nossos filhos não pensem apenas de acordo com o formato já pré-definido e evidente, certo? O tal 'fora da caixa' que depois tentamos desenvolver quando já somos crescidos... Também é possível avaliar com uma forma. O dia foi quadrado, retangular ou redondo?