Paraíba, quinta-feira, 18 de abril de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Geral

Dia da camisinha: maioria dos brasileiro não usam como forma de prevenir IST's

Pesquisa mostra que aproximadamente 60% dos brasileiros não utilizam a camisinha como forma de prevenção de infecções sexualmente transmissíveis

Por Lillyane Rachel

16h20 - Atualizado 13/02/2019 às 17h50

O dia internacional da camisinha foi criado nos Estados Unidos, intencionalmente na véspera do dia dos namorados em vários países, e vem com o propósito de reforçar a importância da proteção durante as relações sexuais.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), aproximadamente 60% dos brasileiros afirmam não utilizar a camisinha como forma de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis.

O levantamento mostra que 30% dos entrevistados não faziam ideia de que houvesse ligação entre o uso de preservativos e a possibilidade de cânceres.

Além do vírus da AIDS, a prevenção combate também tumores ligados ao HPV como câncer no útero, vagina, vulva, pênis, anus, boca e garganta.

A camisinha é o único método contraceptivo capaz de proteger contra infecções sexualmente transmissíveis.

O Serviço Público de Saúde distribui, de forma gratuita, camisinhas para toda a população.