Paraíba, quarta-feira, 17 de julho de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Geral

Apoiadores de Malafaia justificam morte de Boechat como “justiça de Deus”

Malafaia repreende cristãos e diz que o Deus ao qual serve, não é vingativo

Por Carlos Rocha

14h50 - Atualizado 12/02/2019 às 16h35

Alguns apoiadores do pastor Silas Malafaia se manifestaram nas redes sociais após a morte do jornalista Ricardo Boechat, nesta segunda-feira (11). Nas postagens, os internautas defendiam que o acidente de helicóptero, que provocou a morte de Boechat, era “justiça de Deus”.

Leia Mais: Vídeo mostra momento exato da queda do helicóptero que matou Boechat

Isso devido a um desentendimento entre o pastor e o jornalista, que aconteceu em 2015. No episódio, Boechat lamentou a morte de uma garota que havia sido vítima de intolerância religiosa. Malafaia discordou, e escreveu em sua conta do twitter: “Verdadeiro idiota”.

O jornalista rebateu: “Ô Malafaia, vai procurar uma rola, vai! Não me enche o saco, você é um idiota, paspalhão. Um pilantra. Tomador de grana de fiel, explorador da fé alheia”.

Leia Mais: Deise Cipriano, vocalista do 'Fat Family', morre aos 39 anos em SP

Em 2019, após saber da morte de Boechat, Malafaia repreendeu os cristãos e declarou ao jornal Folha de S. Paulo que o Deus ao qual serve “não é vingativo” e que “Deus pode até discordar do que Ricardo dizia, mas é inegável que ele era um grande jornalista. Sou 100% contra Lula, mas desconhecer que ele é uma liderança é ignorância da minha parte. Só posso pedir que Deus console sua família, a perda não é uma coisa fácil pra ninguém.”

No velório de Boechat, a viúva Veruska Boechat, declarou: “Meu marido era o ateu que mais praticava o mandamento mais importante de todos, que era o amor ao próximo, porque sempre se preocupou com todo mundo, sempre teve coragem. E é muito difícil fazer o que ele sempre tentou fazer. Então, com erros e acertos, como qualquer pessoa, mas tenho muito orgulho dele.”