Paraíba, terça-feira, 19 de fevereiro de 2019
30° C
Busca

Portal T5

Geral

Diplomatas brasileiros brigam em aeroporto na Bolívia

O entrevero foi encerrado com a chegada de um funcionário do aeroporto

Por Carlos Rocha

19h56
Foto: Reprodução

Em vídeo do sistema interno de monitoramento do aeroporto internacional Viru Viru, na Bolívia, gravou dois diplomatas brasileiros trocando agressões no dia 17 de janeiro. As imagens foram reveladas pelo site Metrópoles e mostram José Augusto Silveira de Andrade Filho e Sóstenes Arruda de Macedo, que ocupavam cargos no Consulado Geral do Brasil em Santa Cruz de la Sierra, em meio a tapas e socos em local público.

De acordo com o vídeo, Macedo, que já foi cônsul-adjunto naquele país, dá um tapa em Andrade Filho e derruba o aparelho celular que estava em sua mão. Em seguida, Andrade Filho, que foi cônsul-geral na Bolívia e superior hierárquico de Macedo, vai para cima de seu colega e dá um soco em seu rosto. Segundo o Metrópoles, os dois acionaram a Justiça boliviana. O entrevero foi encerrado com a chegada de um funcionário do aeroporto.

Ao Metrópoles, Macedo disse ter ido falar com o colega que, segundo ele, estava nervoso e pegou o celular para gravá-lo. "Bati na mão dele para o celular cair. Quando caiu, ele me deu um soco. Quando me recompus, meu ímpeto foi de imediatamente reagir, mas me lembrei que estava no exterior, em local público, diante de câmeras", descreveu Sóstenes.

O diplomata ainda disse que seus problemas com o ex-cônsul-geral na Bolívia, e recém aprovado pelo Senado para o cargo de embaixador na Namíbia, são da época e que os dois trabalharam juntos em Santa Cruz de la Sierra. Segundo ele, Andrade Filho o perseguiu por causa de desentendimentos para execução do orçamento disponível para alimentação de presos brasileiros no sistema prisional local.

A reportagem procurou o Itamaraty e questionou se a pasta teve conhecimento sobre o ocorrido e qual medidas foram tomadas. A reportagem ainda não obteve uma resposta.