Paraíba, quinta-feira, 19 de abril de 2018
27° C
Busca

Portal T5

Geral

Proprietária faz denúncia contra jogadores por destruição em casa alugada no Airbnb

A dona da casa disse que encontrou absorventes e preservativos espalhados, além de fezes e vômito em toalhas.

Por Redação Portal T5

07h09
Foto: Arquivo Pessoal

A roteirista Julia Priolli alugou uma casa - via Airbnb - no Alto de Pinheiros, em São Paulo, para Gabriel Martins. Ele é sócio proprietário da Global Sports & Entertainment, empresa que representa jogadores de futebol. O que ela não esperava era encontrar a residência praticamente destruída.

"Eu aluguei a casa para um cara chamado Gabriel Martins. Ele deu uma festa pra 150 pessoas no domingo à noite, sendo que é estritamente proibido dar festa [como informa o anúncio no site], e destruiu a casa", disse ao Uol.

+ Em postagem no Instagram, Cleo Pires estimula curiosidade dos fãs para o clipe 'Jungle Kid'

Essa festa teria começado na tarde do domingo (8) e se estendeu durante a madrugada. Eles estavam comemorando o aniversário de Matheus Rivoredo. Nomes conhecidos do esporte estavam entre os convidados. Entre eles “os jogadores Lucas Crispim, ex-namorado de Rafaella Santos, irmã de Neymar, atualmente no Esporte Clube São Bento; André Felipe, do Grêmio; Giovanni Augusto, do Vasco; Thomás Jaguaribe, do Sport Recife; o ponta Ricardo Lucarelli, da Seleção Brasileira de Vôlei; e também o cantor Mariano, da dupla Munhoz e Mariano; e a atriz Ligia Pessotto, do "Zorra Total", diz a reportagem.

+ BBB 18: Kaysar revela que perdeu a virgindade com 11 anos de idade

Julia recebeu mensagens dos vizinhos reclamando do barulho. Gabriel negou e disse que havia somente 6 pessoas na casa. "Não teve festa nenhuma, o que teve foi um churrasco permitido pela proprietária, como no print abaixo. Depois que o imóvel foi entregue, ela disse que estava sujo. Foi usado durante 3 dias sem empregada, é normal que fique sujo. Então ela alegou que eu teria danificado inúmeros objetos, o que não é verdade. Temos muitos amigos em SP [Gabriel é do Rio de Janeiro] que foram dar um abraço no aniversariante, mas na casa ficaram apenas as 6 pessoas que estavam na ocupação permitida", contou ao Uol.

No dia seguinte a proprietária da casa disse que encontrou absorventes e preservativos espalhados, além de fezes e vômito em toalhas. "Quando cheguei, no dia seguinte, tinha uma pessoa tentando disfarçar, limpar a casa, mas ela não conseguia, de tão 'sem noção' que tava. Ela falou que teve uma balada para 150 pessoas", explicou.

+ Justin Bieber dá soco em homem para defender desconhecida em festival, diz site

"A casa inteira cheirava urina. Ficamos 3 dias sem conseguir dormir lá. O sofá estava ao relento, queimado, rasgado e manchado, bem como os tapetes. Meu aparelho de som não liga mais, a cama do meu filho está quebrada. Vai ter que fazer obra, porque quebrou a banheira de hidromassagem, por exemplo. Vai ter que pintar as paredes. Vou ter que jogar fora todas as toalhas e edredons da casa - inclusive coisas que eu não havia disponibilizado - porque não tem a menor condição de salvar".

+ Semelhança entre Claudia Leite e o filho chama atenção dos fãs

A anfitriã entrou em contato com o Airbnb. "Liguei para os caras chorando e a pessoa me deu uma resposta burocrática. Me mandou entrar no site e me escreveu um e-mail dizendo que, em casos assim, é necessário fazer o protocolo pelo site. Levou 48 horas para alguém se dignar a me ligar e dar as orientações dali pra frente. Só depois eu descobri que eu poderia ter ido para um hotel, que eu não deveria ter mexido em nada e que eu preciso comprovar que as coisas não estavam quebradas antes com notas fiscais”, esclareceu.

Julia explicou que em seu contrato no Airbnb está escrito que, a cada pessoa extra, é cobrado 150 reais, mas a empresa só está disposta a cobrir os danos, por meio do seguro. "Eles disseram que não vão pagar o adicional por pessoa. Só por foto no Instagram consigo comprovar que teve 30 pessoas a mais".

+ Whindersson Nunes conta detalhes da lua de mel com Luísa Sonza e garante gargalhadas

Em nota ao Uol, o Airbnb afirma que "está prestando todo apoio à anfitriã desde o momento em que foi informado desse incidente lamentável. Ela está coberta pelo nosso seguro de até US$ 1 milhão contra danos ao patrimônio e a plataforma também ofereceu cobrir outros custos inesperados para aliviar o inconveniente enfrentado pela família".

A empresa garante que o hóspede foi removido da plataforma por violação das regras. "O Airbnb já registrou mais de 300 milhões de chegadas de hóspedes em anúncios no mundo inteiro e incidentes como este são extremamente raros". A reportagem é do Universa.

+ Papa afirma estar preocupado com situação na Síria