Paraíba, terça-feira, 22 de maio de 2018
26° C
Busca

Portal T5

Geral

Tiroteio em escola da Flórida deixa ao menos 7 mortos

Autor dos disparos foi detido; ele foi aluno do colégio

Por Carlos Rocha

20h20

Um jovem de 18 anos abriu fogo contra alunos de uma escola secundária de Parkland, a cerca de 70 quilômetros de Miami, na Flórida, nesta quarta-feira (14). O balanço de mortos ainda não foi oficializado, mas emissora, como a CBS, falam em sete vítimas - além de aproximadamente 20 feridos. O ataque ocorreu por volta das 15h locais ( 18h em Brasília).

O jovem está sob custódia da polícia, e o xerife Scott Israel confirmou que ele é ex-estudante da Marjory Stoneman Douglas High School, onde ocorreu o tiroteio, e tem 18 anos. Seu nome não foi divulgado, mas a imprensa local o identifica como "Nicholas Cruz".

O suspeito teria usado um fuzil e uma máscara de gás em seu ataque e é descrito como um "menino difícil" e integrante de grupos pró-armas nas redes sociais. O atirador teria até participado de discussões sobre fabricação de bombas.

O presidente Donald Trump se manifestou no Twitter e disse que está em contato com o governador da Flórida, Rick Scott. "Estamos trabalhando diretamente com as forças de ordem neste terrível tiroteio", escreveu.

A Embaixada do Brasil na Flórida disse à TV Globo que há brasileiros estudando no colégio - as identidades das vítimas, porém, ainda não foram divulgadas. Um vídeo gravado de dentro da escola mostra os momentos de terror durante os tiros. Veja aqui.

No momento do ataque, a Polícia de Coral Springs emitiu um comunicado endereçado a amigos e familiares: "Se você estiver em contato com um aluno, peça que eles permaneçam calmos e abrigados até a polícia chegar à sala em que estejam, isso é para a segurança de todos". Desde 2013, houve 272 tiroteios em escolas, segundo o canal local HLN.