Paraíba, sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
30° C
Busca

Esportes

Futebol

Ídolo do futebol inglês foi preso por estar intoxicado nos EUA

Documentos judiciais indicam que Wayne Rooney, atualmente empregado pelo DC United, foi acusado de injúrias e intoxicação em local público

Por Carlos Rocha

02h30 - Atualizado 06/01/2019 às 21h25

O atacante inglês Wayne Rooney, hoje jogador do DC United, foi detido no mês passado em um aeroporto na região de Washington por supostamente estar intoxicado, informaram neste domingo as autoridades locais.

O Gabinete do Xerife do Condado de Loudon, na Virgínia, indicou que o ídolo do Manchester United foi preso em 16 de dezembro, após a polícia o deter no Aeroporto Internacional de Dulles.

Posteriormente, Rooney foi libertado depois de se comprometer a comparecer a um tribunal. O escritório do xerife publicou uma foto da detenção que mostra o atacante no que parece ser o traje laranja de uma prisão.

Documentos judiciais indicam que Rooney foi acusado de injúrias e intoxicação em local público. Na sexta-feira, ele pagou uma multa de US$ 25 (aproximadamente R$ 93). O gabinete do xerife enviou outras perguntas às autoridades do aeroporto. Um porta-voz do aeroporto disse que estava investigando o que aconteceu.

Não ficou imediatamente claro o que levou à prisão, mas aparentemente Rooney estava viajando nos dias antes do incidente Em 4 de dezembro, publicou uma fotografia na sua conta no Instagram em um assento de avião, dizendo que estava viajando para uma corrida de carros na Arábia Saudita.

Antes de chegar ao futebol dos Estados Unidos, Rooney, de 33 anos, jogou pelo Manchester United. Seus 208 gols o tornam o segundo maior artilheiro de todos os tempos do Campeonato Inglês Ele também é o maior artilheiro da história da seleção inglesa

Quando ele se uniu ao DC United, tornou-se o Último de uma série de estrelas europeias a jogar na MLS durante o fim de suas carreiras. No ano passado, ele ajudou a equipe a chegar aos playoffs do torneio.

O time de Washington informou em comunicado que estava ciente das notícias da prisão, mas se recusou a fazer comentários. “Nós entendemos o interesse da imprensa neste assunto, mas acreditamos que é um assunto privado para Wayne e que o DC United vai lidar internamente”, disse a equipe.