Paraíba, quarta-feira, 26 de junho de 2019
30° C
Busca

Esportes

Esportes

Punição a Vettel retoma debate sobre atuação de comissários na F-1

Por Redação Portal T5

01h00 - Atualizado 13/06/2019 às 16h04
Hamilton e Vettel
Hamilton e Vettel Foto: Reprodução / Autoracing

LONDRES, REINO UNIDO (UOL/FOLHAPRESS) - A punição polêmica que tirou a vitória de Sebastian Vettel no GP do Canadá colocou de volta em discussão um tema que constantemente entra em pauta na Fórmula 1: o excesso de interferência dos comissários de pista nas disputas entre os pilotos.

Em uma era em que os rádios dos pilotos são ouvidos pela direção de prova e os comissários têm ferramentas avançadas para julgar os casos, é normal os pilotos reclamarem de qualquer incidente, sabendo que sua comunicação será passada adiante instantaneamente. E, ao saber disso, eles acabam adotando o que Vettel definiu como linguagem de advogado.

"É só ouvir os termos usados pelos pilotos no rádio. Temos uma linguagem oficial, acho que é errado. Acho que deveríamos poder dizer o que pensamos, mas não podemos. Então, sob esse ponto de vista, eu discordo da maneira como o esporte é hoje", reclamou o alemão.
"Temos todos esses termos 'ganhei vantagem, não ganhei vantagem, evitei colisão'. Isso é errado. Não é exatamente o que estamos fazendo no carro. Estamos disputando, é senso comum. Se há perigo na pista, você tira o pé. Não é natural continuar com o pé embaixo e falar 'ah, errado é o carro que estava lá'. Acho que parecemos advogados hoje em dia, usando a linguagem oficial. Acho que isso não faz bem para o esporte."

Vettel se refere, é claro, ao lance do domingo (9), quando foi punido por ter voltado à pista de forma insegura após uma escapada, na visão dos comissários. Para o alemão, contudo, ele ainda não tinha o controle do carro quando retornou à pista e, por isso, acredita que o lance tenha sido normal. "Quando eu voltei para a pista, obviamente Lewis teve que reagir. Não sei o quão perto ele estava. Quando eu olhei no espelho vi que estava perto, mas para mim isso faz parte das corridas."

Ele mesmo reconhece que é um dos pilotos que usam e abusam do rádio para tentar "incriminar" um rival e disse que tem "empatia" pelos comissários, "que têm um livro de regras para cumprir". Mas a questão levantada pelo lance do último GP é quando os comissários têm de agir e quando devem considerar os lances como disputas normais de corrida.

Um dos grandes problemas é aplicar as mesmas regras para pistas muito diferentes. São quatro os artigos que definem os limites das disputas, sendo que o principal deles -27.3, pelo qual Vettel foi punido- ganhou importância devido às áreas de escape asfaltadas, algo que foi introduzido por questões de segurança, mas que também permite que o piloto saia da pista sem grandes perdas em termos de tempo de volta. Esse, contudo, não era o caso do trecho de pista em que Vettel escapou em Montreal.

O alemão, inclusive, ganhou a simpatia do próprio vencedor do Canadá, Lewis Hamilton, que lembrou que as disputas já são muito difíceis devido à falta de aderência dos pneus e da dificuldade de seguir um rival de perto, e o excesso de regras acaba não ajudando.
"Eu sei como é perder uma corrida assim, e não é legal.

No final das contas, eu sempre quero vencer na pista, mas infelizmente a maneira como as regras são feitas não é a ideal. É extremamente difícil para nós lutar de verdade na pista enquanto estamos escorregando como se estivéssemos correndo no gelo. Isso não é culpa nossa", disse o inglês à reportagem.

"Tomara que eles aproveitem as mudanças de 2021 para modificar as regras e permitir que disputamos mais do que podemos hoje em dia."

Os pilotos, inclusive, foram convidados pela FIA para participarem de uma reunião em Paris para definir novas regras -esportivas e também técnicas- nesta semana. Resta saber se há, de fato, o interesse e a união entre eles para encontrar soluções.

Leia mais: Neymar tem de provar que não cometeu estupro, diz advogado de Najila

Evaristo Piza completa um ano no comando do Botafogo-PB

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado!