quinta-feira, 13 de agosto de 2020
Busca

Esportes

Esportes

Dois dias após rebaixamento do Cruzeiro, torcedora símbolo morre aos 86 anos em BH

Dona Salomé passou mal no último domingo, dia da queda do time do coração à Série B, e estava internada desde então

Por Vitor Feitosa

10h28 - Atualizado 10/12/2019 às 10h29
Dona Salomé não perdia quase nenhum jogo do Cruzeiro
Dona Salomé não perdia quase nenhum jogo do Cruzeiro Foto: Divulgação/Cruzeiro

Além do rebaixamento para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro tem um outro motivo enorme para lamentar. Morreu na madrugada desta terça-feira (10), aos 86 anos, Maria Salomé da Silva, torcedora-símbolo do clube.

Segundo o filho, dona Salomé passou mal no último domingo (8) quando estava no Estádio Mineirão, após o Cruzeiro perder para o Palmeiras e ter o rebaixamento à Série B – pela primeira vez na história – confirmado.

Paraibano de Cabaceiras, Santos é eleito melhor goleiro do Brasileirão 2019

Ela teve problemas cardíacos ainda no estádio, onde recebeu os primeiros socorros. Em seguida, foi levada por uma ambulância até um hospital particular de Belo Horizonte, onde esteve internada até esta madrugada. Porém, não resistiu e morreu no início desta terça-feira.

Conhecida por toda a torcida, Dona Salomé era torcedora fanática do Cruzeiro, além de funcionário do clube, e não perdia praticamente nenhuma partida.

No início desse mês, foi divulgada uma informação que a idosa teria sofrido agressões por torcedores do Atlético-MG na saída de um jogo de vôlei, na cidade de Betim, Grande Belo Horizonte. No entanto, Dona Salomé negou que tenha sido agredida. A vítima, na verdade, foi uma adolescente de 15 anos.

O perfil oficial do Cruzeiro no Twitter lamentou a morte de Dona Salomé em uma sequência de publicações: