Paraíba, sábado, 20 de outubro de 2018
32° C
Busca

Esportes

Esportes

Paraibano que está na Rússia para a Copa se surpreende com população local: “Muito receptivos”

Luis é natural de Campina Grande e morou a vida toda em João Pessoa. Ele contou como está sendo a experiência desde que chegou à Rússia para o torneio.

Por Vitor Feitosa

16h43 - Atualizado 14/06/2018 às 20h32
A Copa do Mundo da Rússia 2018 já começou
A Copa do Mundo da Rússia 2018 já começou Foto: © Sputnik/Aleksandr Vilf

Quatro anos depois de uma Copa do Mundo de sucesso absoluto no Brasil, que infelizmente terminou de maneira trágica para a Seleção Brasileira, as esperanças se renovaram com a chegada de um novo torneio.

A Copa do Mundo da Rússia 2018 teve início nesta quinta-feira (14), com uma vitória acachapante da seleção anfitriã contra a Arábia Saudita, pelo placar de 5 a 0. O Brasil, porém, só estreia no próximo domingo (17), contra a Suiça, e é um dos favoritos para levar a taça nesta edição, devido à grande equipe montada pelo técnico Tite, que vem jogando um futebol de dar gosto nos últimos meses, sob a liderança do craque Neymar.

Em estreia dos sonhos, Rússia goleia Arábia Saudita na abertura da Copa do Mundo

Luis Campos acompanhou dois jogos do Mundial este ano na Rússia
Luis Campos acompanhou dois jogos do Mundial este ano na Rússia Foto: Arquivo/Luis Campos

Seja para acompanhar a Seleção Canarinho ou apenas para curtir o clima da competição, o fato é que a Rússia está recebendo um grande número de brasileiros. Só que um deles, em específico, não precisou percorrer a distância aproximada de 12 mil quilômetros entre Brasil e Rússia, e além disso, ainda é paraibano.

Luis Campos tem 32 anos de idade, é natural de Campina Grande, no Agreste da Paraíba, e mora em Bruxelas, capital da Bélgica, há um ano e meio. Ele saiu de lá e chegou em Moscou, capital da Rússia, no início da noite desta quinta, e acompanhou a abertura do torneio em uma Fan Fest montada na cidade, evento organizado pela Fifa em várias cidades que reune diversos torcedores. Mas é em Sochi, na costa do país, onde Luiz vai assistir ao seu primeiro jogo da Copa, logo um clássico europeu: Portugal x Espanha, nesta sexta-feira (15).

“Eu cheguei essa noite, vim de Bruxelas. Tô virado até agora. Tá bem intenso, maneiro pra caramba. Falavam muito que os russos seriam um povo muito fechado, ia ter briga e tal. Mas não presenciei nada até agora, todo mundo muito receptivo e muito alegre pra Copa”, conta ele.

Fan Fest da Copa do Mundo 2018 acontecendo em Moscou
Fan Fest da Copa do Mundo 2018 acontecendo em Moscou Foto: Reprodução/Fifa.com

O paraibano explica que apesar de ter nascido em Campina Grande, foi criado em João Pessoa, tendo saído da “capital onde o sol nasce primeiro” apenas há seis anos. Luis hoje trabalha como engenheiro de software da União Europeia, cuja sede fica exatamente em Bruxelas. Mas claro que um brasileiro na Copa do Mundo não poderia deixar de assistir a um jogo do Brasil. Ele estará nas arquibancadas do Estádio de São Petersburgo, que fica na cidade de mesmo nome, no próximo dia 22 de junho, quando os comandados de Tite enfrentarão a Costa Rica pela 2ª rodada.

Com relação a este primeiro dia de competição, o engenheiro afirma que o clima na Rússia, entre os torcedores, o agradou bastante, e remete até à Copa do Mundo no Brasil, na qual ele também esteve presente. Até mesmo as dificuldades com o idioma russo e o alfabeto cirílico, segundo ele, estão sendo superadas com tranquilidade.

“A experiência está sendo sensacional. Eu já tava no Rio de Janeiro na época da Copa de 2014, e tá mais ou menos a mesma coisa, só que aqui tem muito mais europeu. Tem bastante brasileiro, mas não tanto quanto, obviamente, tinha no Brasil. Tá sendo fantástico, todo mundo interagindo, curtindo e sem brigas. Não vi brigas ainda”.

“Só tá uma dificuldade um pouquinho na questão da sinalização na cidade, mas isso a gente consegue contornar. Alguns dos voluntários conseguem falar inglês, um ou outro. Às vezes eles dão uma informação errada, mas nada que um brasileiro não consiga se virar né?”, brinca.

Leia também:

Veja o vídeo oficial de abertura da Copa do Mundo

Brasil fica apenas em 6º lugar no ranking de ‘países empolgados com a Copa’