Paraíba, terça-feira, 18 de setembro de 2018
20° C
Busca

Esportes

Esportes

Botafogo vence Campinense e celebra o 30º título do Campeonato Paraibano

Antes do apito final, a torcida já comemorava o título da competição.

Por Redação Portal T5

21h05 - Atualizado 08/04/2018 às 23h05

O Botafogo venceu o Campinense pelo placar de 2 a 0 e conquistou o título do Campeonato Paraibano 2018. A partida foi realizada na noite deste domingo (8) no estádio Almeidão em João Pessoa. Os gols só saíram no segundo tempo. Nando abriu o placar aos 4 minutos e Lula ampliou aos 35.

De acordo com a galeria de campeões da Federação Paraibana de Futebol (FPF), este o é o 29o título da equipe. Mas, o Belo considera essa a sua 30a conquista em competições estaduais.

Primeiro tempo

A primeira boa chance da partida foi da Raposa. Gladstone perdeu a bola para Jackinha. Ele avançou e ficou cara a cara com o goleiro Saulo. O defensor do Belo espalmou e afastou o perigo.

Um minuto depois foi a vez de Felipe Macena arriscar o chute da meia-lua. Saulo, novamente, apareceu e fez um excelente defesa.

Aos 16 minutos, uma confusão paralisou o jogo. Tudo começou quando um gandula empurrou um integrante da comissão técnica da Raposa. O goleiro reserva do Campinense, Delone, perdeu a cabeça e acabou agredindo o gandula com um soco. Depois de consultar os árbitros reservas, o árbitro Cláudio Francisco Lima e Silva (CBF-SE) expulsou o goleiro Delone (Campinense), o lateral Orlan (Campinense), Austrália (preparador de goleiros do Belo) e o gandula envolvido no tumulto.

Com o jogo retomado, o clima continou quente. Felipe Macena recebeu cartão amarelo após falta dura em Carlos Renato.

Depois, aos 26 minutos, Marcos Aurélio mandou a bola na área do Campinense. Na cobrança de falta, a bola seguiu em direção ao gol obrigando o goleiro Jefferson a fazer uma grande defesa.

O Belo vai ao ataque aos 31 minutos com bola levantada por Marcos Aurélio. Dico recebe, na medida, ajeita para Gladstone que arrisca, mas manda a bola para a fora.

Considerando os ânimos acirrados, somente no primeiro tempo foram aplicados seis cartões amarelos, sendo dois para o Belo e quatro para a Raposa. Além disso, dois atletas do time de Campina foram expulsos na etapa inicial.

Por causa das paralisações e confusões, o árbitro determinou 7 minutos de acréscimo.

Segundo tempo

As equipes voltam sem alterações para os últimos 45 minutos da decisão.

Golllllll - Nando, camisa 9, abre o placar no Almeidão aos 4 minutos. É o primeiro gol do Belo na partida.

O Belo vai ao ataque aos 13 minutos com a jogada pela lateral. Macena tenta o cruzamento na área, mas é interceptado pela defesa da Raposa.

Três minutos depois, Nando avança com a bola dominada e chuta, mas a bola passa à direita de Jeferson.

A chuva de cartões continuou. Aos 32 minutos, o zagueiro Rafael Jansen comete falta dura em Mário Sérgio e recebe o segundo cartão amarelo. Como ele já havia recebido um na partida, acabou sendo expulso.

Gollll - Aos 35 minutos, Lula marcou de cabeça o segundo gol do Belo no confronto. Aliás, com esse gol a torcida do Belo vibrou e já antecipou o grito de campeão.

Ficha técnica: Decisão do Campeonato Paraibano Estádio Almeidão

Equipes: Botafogo Saulo, Felipe Cordeiro, Gladstone, Lula, Mazinho, Rafael Jataí, Rogério, Carlos Renato, Marcos Aurélio; Dico (Mário) e Nando. Técnico: Leston Júnior

Campinense Jeferson, Alex Murici, William Goiano, Rafael Jensen; Felipe Macena, Rafael Araújo (Thiago Potiguar); Tarcísio (Mateus Ortigoza), Neto, Marcinho; Muller Fernandes e Jakinha. Técnico: Ruy Scarpino

Fotos: Paraíba Press