Paraíba, sexta-feira, 17 de agosto de 2018
22° C
Busca

Diversão

Televisão

Ator que participou de 'Coração de Estudante' rejeita rótulo de ex-ator mirim

Pedro Malta participou da novela da Globo "Coração de Estudante", e disse que o rótulo de "ex-ator mirim" é desvalorização do ofício.

Por Redação Portal T5

01h00 - Atualizado 20/11/2017 às 20h02
Pedro Malta em cena com Fábio Assunção na novela "Coração de Estudante".
Pedro Malta em cena com Fábio Assunção na novela "Coração de Estudante". Foto: Reprodução/TV Globo

Bastou Pedro Malta postar uma foto em sua conta no Instagram na qual aparecia barbudo para causar um alvoroço nas redes sociais. O público se surpreendeu com a imagem do ator, bastante diferente da do pequeno Lipe, personagem da novela “Coração de Estudante” que lhe trouxe sucesso na infância. Mas ele garante que sequer sabia da repercussão que sua foto teve.

Em entrevista ao UOL, ele conta que, em sua opinião, essa reposta está relacionada com a memória afetiva das pessoas. "Eu acredito que por que as pessoas tiveram esse contato com a minha imagem desde muito novo, e muitas também eram muito novas, elas criam uma relação quase de intimidade. A mídia, principalmente na figura de uma criança, passa uma ideia de quase um amigo. Aquela imagem daquele menino, do Lipe, ficou muito tatuada na mente das pessoas, e isso gera uma relação próxima”.

Apesar de reconhecer a importância dos papéis que teve quando era criança, Malta se incomoda quando é definido como “ex-ator mirim”, algo que já ocorreu em algumas ocasiões. “Eu acho que quem acompanha meu trabalho realmente sabe de todas minhas fases, inclusive desse meu hiato atual. Acho uma desvalorização do ofício de ator quando alguém intitula uma matéria como ‘ex-ator mirim’. É como se a pessoa dissesse: ‘Ele não está atuando no momento, não é mais ator, vamos revogar esse título que deram para ele’”, desabafa.

Pedro, que está com 23 anos, estreou na Globo em 2002 e realizou uma série de trabalhos na emissora antes de migrar para a Record, em 2005, quando interpretou os gêmeos Eduardo e João na novela “Prova de Amor”. Ele deixou a emissora em 2011, após “Vidas em Jogo”, e ficou cinco anos longe da TV, se dedicando aos estudos, até retornar para uma participação em “O Rico e o Lázaro” (2017). Em 2013, toda sua passagem pela Record foi excluída em uma reportagem especial exibida pelo “Vídeo Show” sobre sua carreira, algo que o deixou bastante chateado.

O ator acredita que a mudança de emissora é também, em parte, responsável pela surpresa do público ao vê-lo mais velho. “A Record tem um público diferente do da Globo. Acredito que a parcela de público que assiste a Globo talvez veja hoje alguma foto minha e se choque, pelo fato de ter como referência ainda aquela criança de 12 anos, idade que eu fiz meu último trabalho lá”.

Ele reforça, no entanto, que não se arrepende de sua ida para a Record. “Eu acho que tomei a decisão correta quando tive que fazer. Meus pais também, eles asseguraram meu futuro profissional durante seis anos, quando decidiram estender meu contrato com a Record”.

Ativo nas redes sociais, Pedro diz gostar da interação com os fãs, mas admite também se incomodar com alguns comentários, como quando alguém "utiliza algo sexualmente grosseiro ou agressivo" ou quando fazem críticas a sua namorada, Carolina Lamenha, com quem está junto há quase três anos.

Pedro conta que a namorada lida bem com o fato de namorar uma figura pública. “No começo ela não tinha essa relação tão próxima com o meu trabalho. Quando a gente se conheceu, ela disse não lembrar quem eu era. Existe muito aquele oito ou 80: ou as pessoas costumam dizer que eu mudei muito, ou costumam dizer que eu não mudei nada”.

Atrás e diante das câmeras

Após sua participação em “O Rico e o Lázaro”, Pedro Malta pretende voltar a se dedicar aos estudos. Ele planeja se tornar roteirista e diretor, mas afirma que não deseja abandonar o lado de ator. “Acho que a minha bagagem como ator entra como uma ferramenta que trabalha a favor disso que eu quero fazer, que é escrever, dirigir”, afirma.

Atualmente, ele também se dedica às gravações do longa de terror “Recife Assombrado”, dirigido por Adriano Portela, no qual interpreta o irmão do personagem do ator Daniel Rocha. Natural do Recife, ele fala sobre sua animação em participar do projeto. “É um filme que vai abordar o universo das assombrações locais do Recife. Está sendo maravilhoso. O Recife está com uma cena muito singular de cinema”. O longo está previsto para estrear no segundo semestre de 2018.

Via Guilherme Machado/UOL São Paulo

metamorfose capilar ambulante

Uma publicação compartilhada por Pedro Malta (@peumalta) em