sábado, 19 de setembro de 2020
Busca

Gente famosa

Gente famosa

Júlio Cocielo vira réu acusado de racismo após denúncia do Ministério Público

Uma das publicações de Cocielo que gerou grande repercussão foi em junho de 2018.

Por Redação Portal T5

10h35
Foto: Reprodução/Internet

O youtuber e influenciador digital, Júlio Cocielo, virou réu acusado de racismo após comentários nas redes sociais entre 2 de novembro de 2011 e 30 de junho de 2018.

De acordo com a denúncia do Ministério Público de São Paulo (MPSP), que foi aceita no dia 8 de setembro deste ano pela juíza Cecilia Pinheiro da Fonseca, a maioria das postagens foi realizada no Twitter.

A pena do crime de racismo é de 2 a 5 anos de prisão. Cocielo ainda não tem advogado no processo e a Justiça concedeu o prazo de 10 dias para que ele apresente a defesa e testemunhas.

Uma das publicações de Cocielo que gerou grande repercussão foi em junho de 2018.

"Mbappé conseguiria fazer arrastões top na praia", twittou o youtuber sobre o jogador de futebol francês.

À época, depois das críticas, Cocielo divulgou um vídeo pedindo desculpas.

Leia também:

PB tem 15 pré-candidatos declarados LGBTQI+ às eleições deste ano

Guerra do tráfico tem troca de tiros e reféns durante a madrugada em João Pessoa

Adolescente de 14 anos morre após sofrer choque elétrico na PB

PM apreende suspeitos de praticar mais de 15 assaltos a comerciantes de Campina Grande