Paraíba, segunda-feira, 19 de agosto de 2019
30° C
Busca

Gente famosa

Gente famosa

Cantor com ereção permanente passa por cirurgia para evitar amputação

O artista ficou nessa condição após receber uma injeção de remédio para disfunção sexual diretamente no pênis

Por Carlos Rocha

14h17 - Atualizado 15/08/2019 às 14h44
Foto: Reprodução

Há cerca de três semanas o cantor de Jazz Danny Polaris está internado em um hospital de Berlim, na Alemanha, com ereção permanente. O artista ficou nessa condição após receber uma injeção de remédio para disfunção sexual diretamente no pênis. As informações são do Jornal Extra.

+ Asteroide pode atingir a Terra a qualquer momento, revela cientista

O cantor teve que passar por um procedimento cirúrgico para não precisar amputar o membro. O cantor precisou inserir uma cânula de 18 cm no pênis a fim de drenar o sangue. Coágulos no membro poderiam se tornar mortais caso se movessem ao cérebro ou aos pulmões.

“Ele ainda está ereto, mas não como antes”, escreveu ele, no Instagram. O galês foi diagnosticado com um quadro severo de priapismo (ereção involuntária e persistente, que ocorre de forma espontânea ou causada por certos antidepressivos ou medicamentos para disfunção erétil).

Aconselhado por um enfermeiro, com quem o cantor estava se relacionando, Danny Polaris resolveu injetar um estimulante sexual diretamento no pênis. Na noite da aplicação, o cantor não teve queixas. No entanto, dois dias depois, Danny acabou internado com dores fortíssimas no pênis. O diagnóstico: quadro severo de priapismo.

Danny decidiu desabafar no Instagram e publicou fotos da sua internação. Ele decidiu expor a sua história para chamar atenção ao priapismo, que pode causar danos irreversíveis ao pênis, e ao uso indiscriminado de remédios para disfunção erétil.

Para ajudar a pagar a conta da internação, amigos do cantor galês abriram uma conta no site GoFundMe, de financiamento coletivo.