Paraíba, domingo, 25 de agosto de 2019
30° C
Busca

Gente famosa

Gente famosa

'Boate Azul' ainda faz o mesmo sucesso em show, diz César Menotti, da dupla com Fabiano

Regravar sucessos antigos e apresentá-los às novas gerações também está sempre no radar da dupla.

Por Redação Portal T5

12h22 - Atualizado 17/07/2019 às 13h15

MARIANA AGUNZI
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Eles podem até estar mais afastados da televisão, mas não diminuíram o ritmo. Com 17 anos de trajetória na música, César Menotti e Fabiano gravaram recentemente mais um álbum –o nono da carreira– e decidiram mudar a rota nesta produção: do Brasil para os Estados Unidos.

+ Erika Januza impressiona fãs ao posar de topless; veja

Lançado em todas as plataformas digitais no começo deste ano, "Os Menotti em Orlando" surgiu de uma viagem que a dupla sertaneja fez de motorhome. Os irmãos rodaram de Key West a Orlando, na Flórida, em quatro dias. "Foi uma maneira de homenagear a comunidade brasileira que vive lá", conta César Menotti à reportagem. O show, propriamente dito, foi realizado em um camping em Orlando.

+Juliana, do MasterChef, usa blogueira como exemplo para alertar sobre discurso de ódio na internet

Precursores do sertanejo universitário nos anos 2000, os irmãos buscam estar sintonizados com o que os jovens estão ouvindo e com as novas plataformas de música, especialmente na internet. "Um álbum que demorava três meses para chegar ao Brasil todo agora é distribuído com um clique", lembra Menotti.

+ Governo deve anunciar liberação de saques do FGTS para todos os trabalhadores

A faixa "Astronauta de Mármore", releitura de "Starman", de David Bowie, foi adicionada ao canal oficial dos sertanejos há uma semana e já teve mais de 700 mil visualizações. Nesta toada de se reinventar, os irmãos trazem novos sons ao DVD. "Os Menotti em Orlando" conta, por exemplo, com uma faixa ao estilo reggaeton: "Cheiro de Problema", que tem a participação da cantora paulistana Anny Petti.

+ Faça a simulação e calcule quanto tempo falta para você se aposentar

Regravar sucessos antigos e apresentá-los às novas gerações também está sempre no radar. "É importante mostrar para esse público a música de raiz. Ela é a base do sertanejo", diz o cantor. "Se você for a um show com muitos jovens na plateia, vai reparar que 'Boate Azul' e 'Telefone Mudo' fazem o mesmo sucesso de antes."

Enquanto isso, novos rostos despontam, ano a ano, no segmento. Basta olhar o top 50 das músicas mais tocadas no Spotify hoje: a lista é liderada por nomes como Marília Mendonça (com "Todo Mundo vai Sofrer"), João Gustavo e Murilo (com "Lençol Quebrado"), Matheus e Kauan (com "Vou Ter que Superar") e Lauana Prado (com "Cobaia"). 

Mas engana-se quem pensa que Menotti encara como concorrência. "Toda vez que vejo uma dupla ou um cantor solo estourar um hit, vibro com isso. É mais um espaço que o sertanejo conquista."