Paraíba, terça-feira, 20 de agosto de 2019
30° C
Busca

Gente famosa

Gente famosa

Defesa de Neymar diz que delegada decide caso na segunda-feira (1º)

O caso está sendo investigado desde o dia 31 de maio quando Najila relatou ter sido estuprada

Por Redação Portal T5

20h49 - Atualizado 28/06/2019 às 21h14
Foto: Reprodução/Instagram

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A delegada Juliana Bussacos, que investiga a acusação de estupro feita pela modelo Najila Trindade contra Neymar, deve apresentar na próxima segunda-feira (1º) seu parecer indicando se o atacante será ou não indiciado pelo suposto crime. A declaração foi feita pela advogada Maíra Fernandes, que defende o jogador, quando saía da delegacia na tarde desta sexta (28).

"A expectativa da delegada é relatar até segunda-feira", disse ela a jornalistas.
Relatar é o termo jurídico para se referir ao relatório que a delegada de um inquérito policial escreve informando se o investigado deve ser alvo de uma ação penal, ou se o caso deve ser arquivado. No documento, são apontados os motivos para tal decisão com referência a depoimentos e resultado de perícias.

A reportagem apurou que os policiais civis estão trabalhando com esta data. Entregar até segunda-feira é importante porque é o dia em que vence o prazo legal de 30 dias para a instauração de um inquérito policial. Se ele for cumprido, é preciso pedir prorrogação à Justiça, burocracia que pode demorar duas semanas.
As promotoras de Enfrentamento à Violência Doméstica deixaram a delegacia algumas horas antes de Maíra e falaram que a delegada decidiria na sexta-feira. A expectativa acabou não sendo cumprida.

O caso e investigado na 6a Delegacia de Defesa da Mulher desde 31 de maio, data em que Najila chegou relatando ter sido estuprada por Neymar. Ela prestou dois depoimentos desde então.

Neymar também foi ouvido pela Polícia Civil. A Promotoria de Enfrentamento à Violência Doméstica entrou no caso e informou que os dois responderam todas as perguntas.