Paraíba, domingo, 25 de agosto de 2019
30° C
Busca

Gente famosa

Gente famosa

Susana Vieira é criticada por votar em Paula, vencedora do BBB 19

Em um comentário publicado no Instagram de Paula, Susana escreveu que foi muito ofendida pela sua escolha.

Por Redação Portal T5

09h21

A atriz Susana Vieira, 76, foi criticada nas redes sociais por ter votado em Paula, vencedora do Big Brother Brasil 19. Campeã do reality com 61,09% dos votos, a mineira é investigada pela Polícia do Rio por suspeita de intolerância religiosa durante o programa. 

Em um comentário publicado no Instagram de Paula, Susana escreveu que foi muito ofendida pela sua escolha. "Fui muito ofendida e xingada por votar em você! Fiquei pasma com as pessoas e o ódio! Mas Deus mostrou que a gente e a maioria dos brasileiros estava certa! Seja bem feliz !!! Eu sou do mato eu sou forte", escreveu.

Antes da final do BBB 19, realizada na última sexta-feira (12), Susana fez uma postagem nas suas redes sociais defendendo o voto na mineira. "Tô com você, Paula! Sincera , amorosa, carismática , fiel, generosa, alegre, melhor pessoa da casa junto com Carol !!!!! Deitaram e se jogaram. Paulinha, você vai ganhar! É a menos rejeitada! Parabéns e te espero aqui fora. O boy continua figurante, sem dar uma palavra", escreveu ela em referência a Alan, o segundo colocado na disputa.

Muitos seguidores não gostaram da torcida por Paula. Uma escreveu:  "Legal saber que você apoia uma racista e preconceituosa, que assim que sair daquela casa vai para a delegacia se defender das barbaridades que disse. Quem apoia, simplesmente compactua com o mesmo pensamento. Lamentável".
Outra comentou: "Deixando de seguir. Em um Brasil tão racista, apoiar essas pessoas não é a coisa mais sensata a se fazer..."

Na noite desta segunda-feira (15), Paula prestou depoimento na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância.

Durante o programa, Paula disse ter medo de Rodrigo por ele ter "contato com esse negócio de Oxum (...) Eu tenho medo disso". Alertada por Hariany para não falar mais sobre o assunto sob o risco de ser rotulada como preconceituosa, Paula afirmou: "Mas eu não sou não [preconceituosa]... Nosso Deus é maior."  
Em outra ocasião, ela falou sobre a história de uma amiga que foi esfaqueada."E aí eu pensei que ia chegar um faveladão lá, mas, quando eu vi, o cara era branquinho, morou não sei quanto tempo na Austrália ou no Canadá, não sei".