Paraíba, quarta-feira, 16 de outubro de 2019
30° C
Busca

Gente famosa

Gente famosa

Mariana Ximenes diz que 'adoraria ser Tatá Werneck' para viver personagem de humor ácido

Por Redação Portal T5

17h22
Mariana Ximenes
Mariana Ximenes Foto: Zanone Fraissat / Folhapress

"Essa mulher é danada". É assim que Mariana Ximenes, 37, descreve seu novo papel como Adalgisa na minissérie da Globo "Se Eu Fechar os Olhos Agora", que estreia nesta segunda-feira (15). Na trama de dez episódios escrita por Edney Silvestre há anos, Adalgisa é uma mulher à frente de sua época, que veste calças e cores fortes, e teve que optar ainda jovem entre a carreira e o casamento com Geraldo Bastos (Gabriel Braga Nunes), que lhe traria status social. Ximenes a descreve como "muito irreverente, vaidosa, provocadora e provocativa".
"Ela tem uma profundidade grande, mistérios e uma tristeza absurda", explica a atriz. "Apesar de toda a convenção que existia na época, ela é uma mulher que ousa, que faz o que ela quer da vida."

Cheia de um humor ácido, Adalgisa ingere bebidas alcoólicas desenfreadamente para lidar com a realidade em que vive e é responsável por alguns dos alívios cômicos da narrativa de suspense, que gira em torno do assassinato da jovem Anita.

"Ela tem muito humor e eu adoraria ser a Tatá Werneck, mas como não sou, eu trago [a comicidade] da minha convivência com a Tatá", conta Ximenes.

Em um casamento infeliz e que carrega segredos e refúgios - ela na bebida, ele nas drogas - Adalgisa acaba sendo também um contraponto feminista em uma sociedade moldada por aspectos patriarcais.

A atriz compara a época com os dias de hoje: "Cada vez [nós mulheres] estamos mais unidas e falando sobre isso. Naquela época era mais velado".

"Fui na passeata, por exemplo, do dia 8 de maio. Era uma mulherada tão forte, tão vibrante, com um grito tão potente, que eu espero que esse grito se transporte para todas as outras mulheres que ainda não o deram", afirma a atriz, que se preparou para a personagem estudando atrizes como Gina Lollobrigida e Gena Rowlands.

No mercado profissional desde os 15 anos de idade, com uma rotina regada a suco verde, yoga e hidratação, Ximenes conta que sempre quis ser independente como mulher. Desde então, não parou mais de trabalhar. "E não quero parar nunca mais", diz. "Minha família me deu alicerces muito fortes. Tive esse privilégio".

Para o novo trabalho, não é diferente: "Dá uma curiosidade de saber o feedback das pessoas. Eu adoro trabalhar, adoro meu ofício de paixão, mas gosto de saber o que as pessoas estão pensando, se gostaram, se estão envolvidas e refletindo."

"Se Eu Fechar os Olhos Agora" vai ao ar às segundas, terças, quintas e sextas, logo após "O Sétimo Guardião".

Folhapress

Leia mais: Candidato eliminado no Masterchef não sabia fazer churros: “Fiquei surpreso”

Ninguém tem preconceito com viado, tem com pobre”, diz Carlinhos Maia ao falar de sexualidade

Marília Mendonça conta que já menstruou no palco

Siga nosso Instagram Facebook e fique bem informado!