Paraíba, sexta-feira, 14 de dezembro de 2018
20° C
Busca

Diversão

Gente famosa

Darlan Cunha, o Laranjinha em 'Cidade dos Homens', cumpre pena com tornozeleira eletrônica

Ele havia sido preso no início do mês e foi condenado a três meses de prisão.

Por Vitor Feitosa

18h45
Darlan Cunha ganhou notoriedade pelo filme Cidade dos Homens, no início dos anos 2000.
Darlan Cunha ganhou notoriedade pelo filme Cidade dos Homens, no início dos anos 2000. Foto: Reprodução/Internet

Preso no início do mês após ser acusado de agredir e manter uma ex-namorada em cárcere privado em 2013, o ator Darlan Cunha, famoso pelo personagem Laranjinha no filme “Cidade dos Homens”, cumpre agora pena em regime aberto, mas está sendo monitorado por uma tornozeleira eletrônica.

Depois da prisão no dia 2 de março, ele ficou uma semana preso em regime fechado na cadeia de Benfica, no Rio de Janeiro, mesmo local em que estão os detentos da Operação Lava Jato. De acordo com seu advogado, Darlan foi condenado a três meses de detenção pelo crime.

"A juíza concedeu na ocasião, por ele ser réu primário, o Sursis penal [Suspensão condicional da pena]. Acontece que ele teria que comparecer a uma audiência para esse benefício poder valer. Por uma falha do oficial de Justiça, que não localizou seu endereço no Vidigal, onde ele mora, ele não foi avisado e, o juiz revogou o benefício e expediu o mandado de prisão", explica João Henrique Tristão.

Entenda o caso

O ator Darlan Cunha foi preso na tarde desta sexta-feira (2) no Rio de Janeiro. A prisão foi efetuada no Morro da Babilônia, Zona Sul da cidade, pela Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) instalada no local.

Segundo informações do comando da polícia, os agentes identificaram um mandado de prisão aberto por lesão corporal e violência doméstica contra Darlan, durante uma abordagem de rotina. Ele foi encaminhado para a 12ª Delegacia de Polícia de Copacabana após ser feita a prisão.

Darlan Cunha já havia sido acusado de um crime parecido em 2013, quando uma namorada dele, que na época era menor de idade, alegou ter sofrido agressão e cárcere privado. No entanto, a Justiça entendeu que o ator não apresentava ameaça à garota e que ela havia mentido quando prestou queixas.

Além de ter ficado famoso por Cidade dos Homens, ele também ganhou notoriedade pelos longas Cidade de Deus e Meu Tio Matou um Cara.