Paraíba, segunda-feira, 24 de setembro de 2018
27° C
Busca

Diversão

Gente famosa

Gagliasso chora ao falar de racismo contra a filha: "É agressivo, machuca"

Bruno, então, lembrou que foi a terceira vez que Titi sofreu ataques racistas pela internet.

Por Redação Portal T5

09h41 - Atualizado 04/12/2017 às 09h45
Bruno Gagliasso chora em entrevista ao falar sobre racismo. Imagem: Reprodução/TV Globo.
Bruno Gagliasso chora em entrevista ao falar sobre racismo. Imagem: Reprodução/TV Globo.

Em entrevista a jornalista Sônia Bridi, do Fantástico, nesse domingo (3), Bruno Gagliasso se emocionou ao falar dos recentes ataques racistas sofridos pela filha, Titi, na semana passada. O ator e a mulher, Giovanna Ewbank falaram sobre o racismo no Brasil ao lado de outras pessoas que sentiram na pele o preconceito.

“Eu não tinha ideia. É obvio que a gente sempre soube, mas viver isso de perto e dentro de casa é muito forte. É agressivo, machuca e a gente só sente isso quando está dentro da nossa casa”, disse o ator com a voz embargada. "Acho que a gente estava despreparado para o que vinha e a gente se sente meio correndo contra o tempo para conseguir as ferramentas necessárias para criar a nossa filha negra em um pais racista”, complementou Giovanna.

Bruno, então, lembrou que foi a terceira vez que Titi sofreu ataques racistas pela internet. “A primeira vez foi uma menor de idade, a segunda vez foi um cara que está acostumado a fazer isso com várias pessoas e agora uma mulher que se filmou falando essas coisas da minha filha. Eu nunca de fato vou sentir na pele o que é o racismo, mas minha filha é negra né?”, afirmou o ator, emocionado.

“São coisas que eu nunca enxerguei e estou vendo só agora. Como eu com 31 anos começo a ver questões como essas só agora?. Por que eu não ajudei? Por que eu não fiz alguma coisa antes? Por que eu deixei passar algumas coisas? Isso é muito forte na minha vida hoje”, se questionou a apresentadora.

Titi, de 4 anos, sofreu ataques racistas promovidos por Day McCarthy, que publicou um vídeo em que afirma que as mesmas pessoas que a criticam pela sua aparência (por não ter olhos azuis e nariz fino) vão ao Instagram de Gagliasso e Ewbank e elogiam a filha do casal, que é negra. Bruno Gagliasso prestou queixa ma Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática  (DRCI), na Cidade da Polícia, zona norte do Rio.

"Ela é uma criminosa, precisa pagar pelo que ela fez. Estou aqui porque ela disse que está em outro país. Conversando com a delegada, ela disse que é muito importante fazendo isso porque é crime em qualquer lugar do mundo e ela vai responder por isso", disse o ator na porta da delegacia.

Day McCarthy, cujo nome verdadeiro é Dayane Alcantara Couto de Andrade, mora em Las Vegas, nos Estados Unidos. Ela já foi presa por prostituição no Condado de Henrico, no Estado da Virgínia.

Com informações do Uol.