Paraíba, segunda-feira, 26 de agosto de 2019
30° C
Busca

Diversão

Diversão

'O Rei Leão' já é maior estreia do cinema e arrecada mais de US$ 90 mi fora dos EUA

O longa já é sucesso na China e abre como o maior lançamento da história.

Por Redação Portal T5

10h08

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Já em cartaz no Brasil, a nova versão de "O Rei Leão" chega aos cinemas americanos nesta sexta-feira (19) com uma arrecadação de US$ 94,5 milhões (mais de R$ 350 milhões). O longa já é sucesso na China e abre como o maior lançamento da história.

+ Líder de grupo terrorista revela plano para matar Bolsonaro, diz revista

"O Rei Leão" estará em 4.725 salas ao redor do mundo. Um recorde, segundo a revista americana Mojo. Esse número supera a estreia de "Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2" (2011), que abriu em pouco mais de 4.300 salas e rendeu US$ 169 milhões (mais de R$ 630 milhões) no primeiro fim de semana, e, ainda, outro título da Disney, o live-action "A Bela e a Fera" (2017), que abriu em 4.210 salas.

+ Terremoto de magnitude 5.1 atinge Atenas, na Grécia

Já em cartaz na China, onde já rendeu US$ 54 milhões (mais de R$ 200 milhões), o filme também já estava em cartaz na França, Alemanha, Holanda, Austrália, Nova Zelândia e outros, como o Brasil, fazendo a arrecadação chegar aos US$ 94,5 milhões nesta quinta-feira (18).

+ Afastado da TV, ator famoso vira motorista de aplicativo

Até o final deste fim de semana, todos os outros mercados já terão recebido o longa em seus cinemas. A expectativa é que a arrecadação só do primeiro fim de semana chegue próximo aos US$ 200 milhões (mais de R$ 750 milhões).

+ Meghan Markle e príncipe Harry podem adotar criança na África, diz site

ÁLBUM DE BEYONCE FOI DIVULGADO

Junto da estreia oficial, sai também o álbum que Beyoncé preparou em homenagem à animação.  "The Lion King: The Gift".

Além da já divulgada "Spirit", o disco tem músicas inéditas com participações de Jay-Z, Kendrick Lamar, Pharrell Williams, Salatiel, Childish Gambino (Donald Glover), Wiz Kid e até Blue Ivy, a filha de 7 anos da cantora. 

Em entrevista ao programa Good Morning America, a cantora falou sobre o álbum: "Essa trilha sonora é uma carta de amor para a África. Quis ter a certeza de que encontramos os melhores talentos dali e não apenas usar uns sons, fazendo a minha interpretação deles. Nós meio que criamos o nosso próprio gênero", afirmou a cantora.

+ Idoso de 72 anos atravessa o Atlântico em tonel sem motor

+ Cantor Bryan Adams fará shows no Brasil em outubro; saiba mais